Comparação Lula x FHC 3 – Geração de empregos e taxa de desemprego

A geração de Empregos formais e a taxa de semprego certamente são dois dos indicadores que melhor refletem o nível de satisfação de uma população com a situação do seu país. O primeiro deve ser o maior possível, pois reflete aumento na oferta de empregos e ocupação, já o segundo, de preferencia que seja o mais baixo, ninguém quer taxa de desemprego alta, e os dois indicadores geralmente mostram trajetórias inversas, embora não se possa tratar como uma proporcionalidade, porque o cálculo da taxa de desemprego não leva em conta apenas a ocupação, mas também a procura, que não necessariamente será proporcional a oferta.

Nesse artigo verificamos entre outras coisas que no primeiro mandato do governo FHC mais de um milhão de vagas de emprego foram destruídas, provocando um deficit enorme porque o mercado de trabalho era cada vez mais pressionado com as pessoas que a cada ano entram na faixa etária apta ao trabalho. No balanço de oito anos de governo FHC foram criadas menos de 800.000 vagas novas de trabalho, o que evidencia quanto esse governo fez mal para o país e para os brasileiros. Em relação a evolução das taxas de desemprego nas regiões metropolitanas e distrito federal do DIEESE, o gráfico mostra a inversão da trajetória a partir de 2003 e estabilização em patamar mais baixo a partir de 2008.

Geração de empregos formais (clique na imagem para ver com melhor resolução)

O gráfico acima revela uma diferença espantosa na quantidade de empregos formais criados durante os dois governos, evidenciando uma disparidade muito grande entre as políticas voltadas ao incentivo para a geração de empregos e de negociações para evitar demissões nos governos FHC e LULA, mostrando como são falaciosos os argumentos de que o mérito do governo LULA foi ter dado continuidade as ações do FHC.

Em 8 anos de FHC foram gerados aproximadamente 797 mil novos empregos contra 8, 721 milhões em 7 anos do governo lula, um aumento até agora de 994% que pode aumentar a medida que as previsões que nesse serão criados perto de 2 milhões de novas vagas. Se formos considerar médias anuais e mensais, o gráfico abaixo mostra a diferença abissal entre os dois governos:

FHC LULA
Média Anual de empregos gerados 99.625 1.245.857
Média Mensal de empregos gerados 8.302 103.821

Evolução temporal da taxa de desemprego (clique na imagem para ver com melhor resolução)

O gráfico acima mostra a evolução das taxas de desemprego nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, São Paulo, Recife, Salvador, Porto Alegre e no Distrito Federal, que vinham em um patamar superior durante o governo FHC, modificando para uma trajetória de decaimento a partir de 2003, chegando ao mais baixo nível em 2008, se estabilizando nesse patamar em 2009, apesar da grave crise econômica mundial. Em todos as regiões metropolitanas e no Distrito Federal as curvas tem trajetórias semelhantes mostrando que não se trata apenas de um movimento regional ou sazonal.

Você já leu os demais artigos dessa série? leia mais aqui. A série continua, porém com um maior distancamento entre os arquivos, pois minhas férias estão acabando nesse final de semana e o tempo para pesquisa diminui por causa disso.

Legenda:

*Com estimativa mais provável da geração de empregos no ano de 2009;

**Média aritmética de 7 anos de governo (sem levar em consideração 2010);

***Taxa de desemprego de 2009 baseada na média aritmética das taxas dos 10 primeiros meses do ano, que estavm disponíveis no momento da consulta.

Referências:

Geração de empregos formais MTE/CAGED.

Taxa de desemprego das regiões metropolitanas e distrito federal DIEESE.

LEN About LEN
Químico, microempresário, consultor de empresas, libertário de esquerda e agnóstico. Sem compromisso algum que o impeça de exercer de forma irrestrita o seu direito de liberdade de expressão e de criticar jornalistas, veículos de comunicação, partidos políticos, autoridades e personalidades públicas. LEN é o acrônimo do meu nome Luiz Eduardo Nascimento que uso desde que colocava recordes em máquinas de vídeo da Taito nos anos 80, e que é a forma como amigos passaram a me chamar.

Outros posts da série

  1. Comparação Lula x FHC 1 - O salário mínimo
  2. Comparação Lula x FHC 2 - Dívida pública e PIB
  3. Comparação Lula x FHC 3 - Geração de empregos e taxa de desemprego
  4. Comparação Lula x FHC 4 - Saindo da pobreza
  5. Comparação Lula x FHC 5 - Indicadores econômicos e de atividade
  6. Comparação Lula x FHC 6 – Combatendo o desmatamento

53 comments on “Comparação Lula x FHC 3 – Geração de empregos e taxa de desemprego

  1. Abbud disse:

    Ola LEN, não vou comentar nada, apenas deixar que o próprio comparado responda a todos os seus argumentos, da sua séria de comparações:

    SEM MEDO DO PASSADO

    Fernando Henrique Cardoso

    O presidente Lula passa por momentos de euforia que o levam a inventar inimigos e enunciar inverdades. Para ganhar sua guerra imaginária, distorce o ocorrido no governo do antecessor, autoglorifica-se na comparação e sugere que se a oposição ganhar será o caos. Por trás dessas bravatas está o personalismo e o fantasma da intolerância: só eu e os meus somos capazes de tanta glória. Houve quem dissesse “o Estado sou eu”. Lula dirá, o Brasil sou eu! Ecos de um autoritarismo mais chegado à direita.

    Lamento que Lula se deixe contaminar por impulsos tão toscos e perigosos. Ele possui méritos de sobra para defender a candidatura que queira. Deu passos adiante no que fora plantado por seus antecessores. Para que, então, baixar o nível da política à dissimulação e à mentira?

    A estratégia do petismo-lulista é simples: desconstruir o inimigo principal, o PSDB e FHC (muita honra para um pobre marquês…). Por que seríamos o inimigo principal? Porque podemos ganhar as eleições. Como desconstruir o inimigo? Negando o que de bom foi feito e apossando-se de tudo que dele herdaram como se deles sempre tivesse sido. Onde está a política mais consciente e benéfica para todos? No ralo.

    Na campanha haverá um mote – o governo do PSDB foi “neoliberal” – e dois alvos principais: a privatização das estatais e a suposta inação na área social. Os dados dizem outra coisa. Mas os dados, ora os dados… O que conta é repetir a versão conveniente. Há três semanas Lula disse que recebeu um governo estagnado, sem plano de desenvolvimento. Esqueceu-se da estabilidade da moeda, da lei de responsabilidade fiscal, da recuperação do BNDES, da modernização da Petrobras, que triplicou a produção depois do fim do monopólio e, premida pela competição e beneficiada pela flexibilidade, chegou à descoberta do pré-sal. Esqueceu-se do fortalecimento do Banco do Brasil, capitalizado com mais de R$ 6 bilhões e, junto com a Caixa Econômica, libertados da politicagem e recuperados para a execução de políticas de Estado.

    Esqueceu-se dos investimentos do programa Avança Brasil, que, com menos alarde e mais eficiência que o PAC, permitiu concluir um número maior de obras essenciais ao país. Esqueceu-se dos ganhos que a privatização do sistema Telebrás trouxe para o povo brasileiro, com a democratização do acesso à internet e aos celulares, do fato de que a Vale privatizada paga mais impostos ao governo do que este jamais recebeu em dividendos quando a empresa era estatal, de que a Embraer, hoje orgulho nacional, só pôde dar o salto que deu depois de privatizada, de que essas empresas continuam em mãos brasileiras, gerando empregos e desenvolvimento no país.

    Esqueceu-se de que o país pagou um custo alto por anos de “bravata” do PT e dele próprio. Esqueceu-se de sua responsabilidade e de seu partido pelo temor que tomou conta dos mercados em 2002, quando fomos obrigados a pedir socorro ao FMI – com aval de Lula, diga-se – para que houvesse um colchão de reservas no início do governo seguinte. Esqueceu-se de que foi esse temor que atiçou a inflação e levou seu governo a elevar o superávit primário e os juros às nuvens em 2003, para comprar a confiança dos mercados, mesmo que à custa de tudo que haviam pregado, ele e seu partido, nos anos anteriores.

    Os exemplos são inúmeros para desmontar o espantalho petista sobre o suposto “neoliberalismo” peessedebista. Alguns vêm do próprio campo petista. Vejam o que disse o atual presidente do partido, José Eduardo Dutra, ex-presidente da Petrobras, citado por Adriano Pires, no Brasil Econômico de 13/1/2010. “Se eu voltar ao parlamento e tiver uma emenda propondo a situação anterior (monopólio), voto contra. Quando foi quebrado o monopólio, a Petrobras produzia 600 mil barris por dia e tinha 6 milhões de barris de reservas. Dez anos depois, produz 1,8 milhão por dia, tem reservas de 13 bilhões. Venceu a realidade, que muitas vezes é bem diferente da idealização que a gente faz dela”.

    O outro alvo da distorção petista refere-se à insensibilidade social de quem só se preocuparia com a economia. Os fatos são diferentes: com o Real, a população pobre diminuiu de 35% para 28% do total. A pobreza continuou caindo, com alguma oscilação, até atingir 18% em 2007, fruto do efeito acumulado de políticas sociais e econômicas, entre elas o aumento do salário mínimo. De 1995 a 2002, houve um aumento real de 47,4%; de 2003 a 2009, de 49,5%. O rendimento médio mensal dos trabalhadores, descontada a inflação, não cresceu espetacularmente no período, salvo entre 1993 e 1997, quando saltou de R$ 800 para aproximadamente R$ 1.200. Hoje se encontra abaixo do nível alcançado nos anos iniciais do Plano Real.

    Por fim, os programas de transferência direta de renda (hoje Bolsa-Família), vendidos como uma exclusividade deste governo. Na verdade, eles começaram em um município (Campinas) e no Distrito Federal, estenderam-se para Estados (Goiás) e ganharam abrangência nacional em meu governo. O Bolsa-Escola atingiu cerca de 5 milhões de famílias, às quais o governo atual juntou outras 6 milhões, já com o nome de Bolsa-Família, englobando em uma só bolsa os programas anteriores.

    É mentira, portanto, dizer que o PSDB “não olhou para o social”. Não apenas olhou como fez e fez muito nessa área: o SUS saiu do papel à realidade; o programa da aids tornou-se referência mundial; viabilizamos os medicamentos genéricos, sem temor às multinacionais; as equipes de Saúde da Família, pouco mais de 300 em 1994, tornaram-se mais de 16 mil em 2002; o programa “Toda Criança na Escola” trouxe para o Ensino Fundamental quase 100% das crianças de sete a 14 anos. Foi também no governo do PSDB que se pôs em prática a política que assiste hoje a mais de 3 milhões de idosos e deficientes (em 1996, eram apenas 300 mil).

    Eleições não se ganham com o retrovisor. O eleitor vota em quem confia e lhe abre um horizonte de esperanças. Mas se o lulismo quiser comparar, sem mentir e sem descontextualizar, a briga é boa. Nada a temer.

    Avalie o comentário: Positivo 13 Negativo 12

    • joão cadela disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk a inveja de vcs reaças é uma piada ^^^nem aqui vcs tomam vergonha na cara pra chamar o lula d e mentiroso é^^^tsc stc é o desespero entendo^^ quanta inveja ahuahuha quem manda serem incompetentes senhores reaças^^^^

      Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 5

      • Fontes disse:

        E ai Joao cadela, esse é se unico argumento… vc tao fraco quanto o PT,,, só sabe falar de inveja, diante de tantos fatos???

        Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 5

      • Chirley Delarue disse:

        Sabe João Cadela,não há inveja e sim tristeza,pois o maior mitômano,invejoso e inconsequente da história do Brasil,se tivesse governado o país c/um “projeto de governo” e não de PODER,estaríamos no topo da pirâmide…Mas,felizmente,nenhuma mentira se sustenta por muito tempo e,infelizmente, quem sofrerá as consequências será o povo…

        Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  2. Abbud disse:

    Mais uma informação atualíssima do IPEA, que comprova a política equivocada do atual Governo assistencialista, que exalta a criação de empregos sem se preocupar com a sustentabilidade e a qualidade dos mesmos. Estamos criando cada vez mais dependentes sociais…

    "Fora do mercado"

    A pesquisa do Ipea aponta ainda que 6,2 milhões de trabalhadores ficarão sem emprego em 2010. "Desse total, cerca de 5,5 milhões dificilmente conseguiram emprego dada a baixa escolaridade ou falta de experiência profissional", diz Pochmann.

    A estimativa é que 24,8 milhões de trabalhadores estejam disponíveis para entrar no mercado de trabalho neste ano, sendo que 18,6 milhões serão contratados — 2 milhões pela criação de novas vagas e 16,6 milhões por rotatividade. "

    Abraços Abbud

    Avalie o comentário: Positivo 7 Negativo 8

    • LEN disse:

      Uma análise séria dos números do IPEA vai levar em conta que em um ano serão criadas 2 milhões de novas vagas e isso é mais que o dobro do que foi criado em oito anos do governo FHC, esse é um dado incrível e agradeço você ter trazido esses números para a discussão. Se continuar nesse ritmo o desemprego vai chegar em breve a níveis de primeiro mundo antes da crise, que são índices aceitáveis. Eu não estou satisfeito eu espero que o país chegue lá, pode ser feito ainda mais, mas não com idéias neoliberais ultrapassadas e fracassadas, estas a gente sabe para onde levou o país.

      Para qualificar a mão de obra para suprir essas novas vagas de trabalho (que estão sendo criadas porque o país está crescendo o que não acontecer durante governo FHC) é preciso investir em escolas técnicas e novas universidades, exatamente o que FHC não fez, felizmente o Lula começou a modificar isso e a Dilma vai dar continuidade. Você escolheu o tópico certo para comentar, uma das diferença maiss gritantes entre os governos Lula e FHC é justamente nessa área de criação de empregos e índices de desemprego os números do DIEESE e do CAGED referentes aos dois governos deixam isso bem claro.

      Abraços

      Avalie o comentário: Positivo 8 Negativo 4

  3. Abbud disse:

    Olá LEN.

    Para voce ver como voce se pega em fatos sem contextualizá-lo adequadamente, a informação que coloquei foi para mostrar justamente isto.

    O que adianta termos mais escolas técnicas e universidades se a grande maioria não consegue chegar lá, pelo simples fato de não ter o ensino BÁSCIO de qualidade? Vamos corrigir isto com cotas?

    A geração de empregos é uma consequencia direta do cresimento da economia, já o preenchimento das vagas qualificadas é uma consequencia da política educacional do Governo.

    Nos países do primeiro mundo as pessoas não teem emprego por que em geral são mais qualificadas do que as vagas existentes, e então os imigrantes que se sujeitam a tais serviços conseguem empregos, veja se lá faltam empregos para faxineiros, motoristas, mão de obra de contrução civil, que diferente daqui pelo simples lei da oferta e procura são muito mais dignos do que aqui, e tambem verifique se lá empregam pessoas sem um segundo grau.

    No Brasil é o contrário, a população qualificada tem oportunidade de ir trabalhar fora do Brasil, enquanto não se acha mão de obra qualificada para as vagas criadas aqui.

    Sou formado em uma Escola Técnia Federal, e posteriormente em uma Escolda de Engenharia e Adimistração Privadas, e posso dizer com conhecimento de causa de que categoricamente o Problema do Brasil não são Universidades! Precisamos do básico, escolas fundamentais e escolas profissionalizantes, ao invés de Univerdades Federais com cotas, precisamos de escolas fundamentais e universais e depois muito mais escolas técnicas.

    Empregos foram criados apesar do LULA, vagas não foram preenchidas por causa do LULA!

    Abraços

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 7

    • LEN disse:

      Abbud, Voce confunde dois assuntos diferentes. Uma coisa é a política de cotas raciais e o PROUNI (cotas sociais) cuja finalidade é corrigir erros históricos e diminuir uma desigualdade gritante no acesso a educação superior. Outra coisa é o investimento em educação de base. Não dá para resolver em tão pouco tempo um deficit tão grande como o que foi acumulado com décadas de descaso com a educação pública, mas acho que estamos no caminho visto que depois da aprovação do FUNDEB estão sendo garantidos para a educação básica investimentos maiores dos que estavam previstos no FUNDEF do governo anterior. Não dá para não reconhecer que houve um avanço em relação aos investimentos para educação, e isso não traz resultados imediatos, os resultados do FUNDEB vão começar a aparecer a partir da metade dessa década pra frente.

      Ah, e não leva a mal, para com esse negócio de "dados descontextualizados" que parece "bordão" daqueles que já prevendo a batalha dos números sinalizam com uma fuga, é reconhecer antecipadamente que os tucanos não tem chances nas análises dos números, além de que isso não existe, indicadores foram criados para aferir qualidade, e não para serem aferidos. Os dados são crus, são diretos, são frios, não permitem interpretações. Eles são base para entender o que acontece e o que aconteceu, para verificar erros que não podem e não devem se repetir. Não dá para ignorar o que aconteceu nesse país ou reescrever a história. O PSDB pode fazer um governo melhor a despeito de ter fracassado anteriormente? acho que sim, mas tem que provar que não vão cometer os mesmos erros, tentar negá-los ou não reconhecê-los é inócuo, não acrescentam nada no debate. Tucanos saíram escorraçados do planalto, FHC carrega a pecha de ter afundado o país, de ter criado desemprego recorde e isso se reflete na imensa rejeição contra ele. Ainda assim, os tucanos não são capazes de reconhecer seus erros por mais escancarados que eles sejam. Pregam que estavam certos em tudo e essa imprensa escancaradamente partidária dá eco a esse tipo de cegueira histórica. É porisso meu caro Abbud, que eles aparecem com 5% nas pesquisas, que são os que reprovam o atual governo, e mesmo com uma imprensa em conluio fazendo oposição. Para a oposição sair desse isolamento que se agrava cada vez mais é preciso descer do palco, assumir os erros que cometeram, pedir desculpa para a população e prometer que vão fazer diferente da próxima vez.

      Empregos realmente dependem de crescimento, e crescimento depende que governos tomem as decisões corretas, e por mais que seja difícil para você admitir a política do governo FHC condenou o país a uma década de estagnação no PIB. Abraços.

      Avalie o comentário: Positivo 9 Negativo 5

  4. Abbud disse:

    LEN ao mesmo tempo que acho a idéia do PROUNI excelente (que não são cotas e sim uma otimização das vagas ocisosas nas universidades privadas), acho abobnável a idéia de cotas, menos pior são as cotas sociais, absurdas são as "raciais".

    Pois acima de qualuqer regra tem que estar a meritocracia, não podemos corrigir erros históricos com novos erros, não precisaremos de cotas se todos tiverem as mesmas chances de estudar e properar! tema que já discutimos em outro tópico.

    Difiícil será encontrar elogios de petistas fanáticos a algo se tenha feito anteriormente por outros governos, e depois o PSDB é o dono da verdade que não assume erros!

    Abraços

    Avalie o comentário: Positivo 3 Negativo 5

  5. Katy Rayss disse:

    Prezado Len. Obrigada por todas as informações do seu blog.

    O mundo sempre passou por crises que afetam o Brasil. Quando alguém diz que tudo depende do contexto, isso é uma desculpa para não aceitar a verdade das estatístiscas e para ver como o Brasil melhorou.Tanto o gov do FHC quanto o do Lula passaram por várias crises ( eu poderia colocar todas) sendo uma das maiores crises a de 2008/2009 que deixou a Europa quebrada, o desemprego esta terrível, sei porque morei lá muitos anos.

    Voltei para o Brasil no ano passado e vi que o nosso país esta muito bem graças à consistencia do governo Lula e a regras existentes no país.

    Na Europa os elogios ao governo do presidente Lula são constantes, nunca tinha ouvido tantos elogios à política brasileira. A imprensa brasileira deveria sim comentar o que acontece de errado e deve ser melhorado, mas principalmente deveria comentar/dar destaque a tudo o que esta sendo feito de bom nesse pais.

    Não sou petista e não votei em Lula, mas sou inteligente o bastante para ver o quanto o Brasil melhorou nos ultimos anos sob o governo do PT, principalmente para os pobres.

    O 'estudo básico de qualidade', eu estudei em escola pública e passei em vários vestibulares, também dei aula em escola publica perto de uma favela, o ensino era bom e onde havia café da manha e o da tarde, almoço e jantar, mas muitos não queriam estudar e acusam o governo. Adoraria que o governo do FHC, um homem que tem até pós-graduação na França, tivesse criado o tanto de faculdades e escolas tecnicas que o Lula criou, teria sido ótimo, pois várias pessoas pobres como eu fui teriam tido mais oportunidades de ter cursos gratuitos.

    Como disse para um amigo meu que sempre contesta as estatísticas e diz que tudo depende do contexto: "Existe três formas para ler o Brasil atual: a do inteligente que lê e reflete; a do preconceituoso que lê já discordando de tudo e não reflete porque tem medo de chegar à mesma conclusão do texto e o ignorante que começa a ler e não termina, mas continua discordando de tudo e achando que está certo.

    Continue com o seu blog, esta excelente.

    KR

    Avalie o comentário: Positivo 9 Negativo 4

    • LEN disse:

      Oi Kati, obrigado você pelas palavras e pela participação…espero que você volte sempre. Grande abraço.

      Avalie o comentário: Positivo 2 Negativo 1

    • Chirley Delarue disse:

      Comentário removido por desrespeitar regras e recomendações de postagem disponível para todos os usuários. Não são aceitas ofensas ou calúnias contra comentaristas ou personalidades, não insistam.

      Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  6. Soares disse:

    Gostaria muito de ver estudos como esses incluindo também os governos Sarney, Collor, e Itamar, na sequencia, acrescentando para comparação ao menos alguns dados de outros países da América Latina ou países em desenvolvimento de modo geral.

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  7. Quando DEUS interfere,ninguém refuta: Lula foi preparado e escolhido para essa missão;mostrar que

    a verdadeira democracia se constróe com a plena satisfação popular: Transformar o país num grande canteiro de obras;baixar o índice de desconfiança -brasil de 2.500 pontos para 150 pontos;hipermultiplicar as escolas técnicas em todo país para capaciar a esquecida juventude para assumir os mais de 10 milhões de empregos gerados nesses 7 anos de governo Lula.

    Com a eleição de Dilma rousseff,o projeto de reconstrução nacional avançará ainda mais,mesmo que a oposição tente,como tentou, com o mensalão,boicotar as emendas e os projetos para ampliaação para geração de mais empregos. No futuro esse amparo,chamados"bolsa" será substituido por uma cidadania mais profícua e sustentada-e todos verão.Aí os pilantras terão que mudar de atitude,ou

    desistir de serem "papagaios de pirata".

    Observação: Não sou de nenhum partido ou "inteiro " político,não tenho cargo comissionado,mas não sou burro e acompanho pare-passo a história hodierna do meu país.

    Avalie o comentário: Positivo 3 Negativo 5

    • Chirley disse:

      Sem fanatismo partidário,tvz vcs pensassem um pouquinho melhor… Perante tudo que foi provado sobre o mensalão,inclusive c/prisões,continuarão negando? E agora,em relação a tragédia,a mão grande,c/a Petrobrás,o que têm a dizer? Foi FH quem enfiou um bando de sindicalistas na,até então,maior empresa estatal do Brasil,fazendo estatal sair de 12ª p/120ª posição…? Vejam quantos escândalos…

      Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  8. Erik disse:

    Len adorei seu chá de "Cala Boca" no Abbud, graças a Deus nosso povo agora esta resgatando tudo que lhe foi usurpado, principalmente a dignidade e o orgulho de ser Brasileiro e a resposta será dada nas urnas.. "DEMITA UM TUCANO/DEM ANTES QUE ELE DEMITA VOCÊ"

    Avalie o comentário: Positivo 5 Negativo 5

  9. Paulo Steinhz disse:

    Parece que existe uma obsessão pelos petistas com a figura de FHC.

    Ou será amor não correspondido, que chega à neurose.

    Ou então, vergonha por terem colocado no poder um presidente que só tem o ensino fundamental e almeja a cadeira de secretario geral da ONU, embora seja obrigatória a fluência no inglês, coisa que o arquiinimigo FHC, tem de sobra.

    Ou será síndrome de vira-lata ? (rs).

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 9

    • LEN disse:

      Vergonha Paulo? o presidente que tem ensino fundamental colocou o sociólogo no chinelo. Se fosse para alguem ter vergonha tinha que ser o FHC que com instrução foi superado com tanta disparidade por alguém que tem menor grau de ensino…Ah, o Lula não almeja cargo internacional nenhum, o nome dele é lembrado para a onu ou para premiação do prêmio nobel e muitos outras indicações e homenagens é devido ao seu sucesso, já o FHC coitado, além da rejeição no seu próprio país caiu no ostracismo internacional, nem o presidente Clinton de quem ele tinha dito ter uma relação própria sequer o citou em seu livro de memórias como presidente…o FHC não é lembrado nem para gândula da copa, risos…síndrome de vira-latas é mais apropriado para governos anteriores que se orgulhava do comportamento subalterno e adesista que representava no cenário internacional, o sulamericano amestrado que abanava o rabo quando o presidente dos EUA ordenava, e falava inglês sim, afinal colonizado que se preze não vai aborrecer os gringos com tradutores por causa dessa besteira de ter orgulho da língua de seu próprio país.

      Avalie o comentário: Positivo 8 Negativo 5

      • Abbud disse:

        É isso ai! vamos seguir o exemplo do nosso presidente atual, ele é o cara, trabalhar para que? estudar para que? falar outra lingua? ahhh isso não é importante, eu não preciso de emprego hoje temos o bolsa família…

        Fazemos acordos e somos coniventes com governos espetaculares ,com resultados fantásticos , e extremamente democráticos. Temos um Governos que defende com unhas e dentes a democracia, a liberdade de imprensa e incentiva a iniciativa privada a investir, e acima de tudo não admite corrupção em seu Governo.

        Nada como ter um presidente exótico para atrair a admiração do exterior, pena que é temporário…

        Parabéns Brasil voce esta no caminho certo!

        Avalie o comentário: Positivo 5 Negativo 10

        • e disse:

          Quem defende a Progressão Continuada do Analfabetismo é o Serra.

          Avalie o comentário: Positivo 5 Negativo 2

        • Max disse:

          De um lado dados técnicos, provas e resultados, de outro superstição preconceito e intolerância.

          Argumentos baseados na ignorância, VEJA ELE NÃO FALA INGLÊS, e é o que sobra para dizer, uma pena.

          Como se Lula tivesse tido as mesmas oportunidades do Sr. FHC.

          Você que se diz letrado muito me surpreende nao ser capaz de reavaliar seus conceitos, a cada novo post seu vejo lhe faltar cada vez mais argumentos e sobrar devaneios, já nao sabendo mais o que dizer grita e ofende, faz pena.

          Avalie o comentário: Positivo 8 Negativo 3

      • Luiz Borges disse:

        Acho engraçado essas pessoas que chamam o Lula de analfabeto e supervalorizam o FHC, principalmente por ele ser letrado e poliglota, esquecem que o letrado é na verdade um vendilhão da Pátria, como representante do povo brasileiro jamais poderia utilizar nessa representação outra língua a não ser nossa língua mãe. Jamais poderemos aceitar as doações da Vale e da Telebrás, vejam o que aconteceu agora com os aeroportos, apenas três, sem vendê-los, apenas fazendo um comodato, completamente diferente do que ocorreu com as privatizações no governo FHC/PSDB, ou seja, daquelas pessoas de fino trato, que falam bem, que não erram no uso dos talheres e na escolha do vinho.

        Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 2

      • Chirley Delarue disse:

        Comentário removido por desrespeitar regras e recomendações de postagem disponível para todos os usuários. Não são aceitas ofensas ou calúnias contra comentaristas ou personalidades, não insistam.

        Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  10. Sidnei disse:

    Segundo Abbud, "Fazemos acordos e somos coniventes com governos espetaculares ,com resultados fantásticos , e extremamente democráticos. Temos um Governos que defende com unhas e dentes a democracia, a liberdade de imprensa e incentiva a iniciativa privada a investir, e acima de tudo não admite corrupção em seu Governo.

    Nada como ter um presidente exótico para atrair a admiração do exterior, pena que é temporário…

    Parabéns Brasil voce esta no caminho certo!"

    Valeu Len, com essa declaração Abbud, já está reconhecendo que o Brasil não é mais capacho dos países ricos e poderosos, e possui brilho próprio.

    Avalie o comentário: Positivo 5 Negativo 1

    • Abbud disse:

      Olá Sidnei, da mesma maneira pelo seu comentário, se voce demonstrou a sua incapacidade de analisar um simples texto irônico, como pode analisar algo muito mais complexo que é comparar dois governos ou o que esta acontecendo no Brasil?

      Abraços

      Avalie o comentário: Positivo 3 Negativo 4

      • eduardo disse:

        acho incrivel que um presidente sociologo , que pelo menos teoricamente conhece todas as estruturas da sociedade e os mecanismos de evolução da mesma , tenha investido uma quantidade infima na educação 20 bilhoes enquanto o governo lula investiu 60 bilhoes, ah o sociolo nao foi capaz de construir sequer uma universidade publica enquanto o operario construiu 12. estas sao questoes que me deixam intrigado…..

        Avalie o comentário: Positivo 7 Negativo 4

        • Abbud disse:

          Eduardo seria por que o problema do Brasil não é e nunca foi a falta ou a qualidade das Universidades, e por que o Governo Federal não tem autonomia e não pode pela constituição assumir o ensino fundamental?

          Resumindo é o seguinte: O populista investiu em Universidades e bolsa esmola, já o sociólogo em Escola Básica e Bolsa Escola!

          Ahh outra pergunta, destas 12 universidades quantos cursos de engenharia e medicina foram feitos? ahhh entendi é um curso caro e não da para formar companheirada……

          Avalie o comentário: Positivo 3 Negativo 6

          • Felipe disse:

            Abbud vc deve ser doente pelo PSBD só pode aff… nao compare as coisas de FCH com as de LULA nao que a comparação é minima…. FHC destruiu o Brasil e LULA Reconstruiu o que foi destruido. Esta é a unica comparação.

            Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 4

        • gerson disse:

          kkkkkkkk, cara não esbagaça o coitado não…

          Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  11. ALVARO disse:

    Acho muinto desinteressantes que notícias boas não sejam tão bem aceitas e difundidas quanto as ruins. Todo brasileiro deve reconhecer o bom momento e aceitar com verdadeiro os números oficiais. Não há o que se discutir sobre emprego e renda que acho ser o maior exito do governo lula.
    Estamos no caminho nunca antes percorrido tão rapidamente. O desafio agora é distribuir melhor a riqueza gerada,entre outras coisas, pela, política ” assistencialista” do governo que estimula toda a cadeia produtiva.
    Temos todos a obrigação de torcer e trabalhar por este pais como fazem nossos amigos argentinos e de outras nacionalidades com qualidade de vida desejável para todos.
    abraços

    Avalie o comentário: Positivo 6 Negativo 2

  12. Tarcísio disse:

    Olá pessoal, eu não gosto de entrar nessa discussão até pq não votei nem no Lula nem no FHC. Acho, no entanto, no mínimo interessante, o comentário do Abbud – soa até um pouco desesperador – e a carta melodramática do FHC. Não acho que o Lula seja tão bom a ponto de desconstruir todas as bondades econômicas feitas pelo FHC ao longo dos seus dois mandatos. De qualquer forma deve ter sido realmente um gênio, pois conseguiu até tirar o FHC de cabo eleitoral do Serra.

    Aí eu me pergunto: onde está o FHC? Será que o Lula acionou o Dirceu, ou o Bruno e o Macarrão, pra sumirem com ele, impedindo que apareça na campanha do Serra?

    Se o governo tucano foi tão bom assim pq o seu principal cabo eleitoral sumiu????? Cadê os santinhos com as fotos do Serra e do FHC??? Acho que o Lula virou sequestrador. Poderiamos até lançar uma campanha. “Lula, seu torneiro cruel e sanguinário, devolva o FHC!!”

    Quase correram lágrimas com a carta dele. É bondade demais numa só pessoa, e isso me comove.

    abs

    Tarcísio

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 4

    • Felipe disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. Pois é se FHC foi um bom governo como dizem, por que ele nao pede voto para o SERRA publicamente? Fica a pergunta para quem quiser responder…

      Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 6

  13. marcos mota disse:

    he ai tiuzinho vc e doido

    Avalie o comentário: Positivo 6 Negativo 0

  14. marcos mota disse:

    burro por falta de condiçoes e uma coisa agora burro por opçao igual a vc e outros .vcs sao muito e ipocrita ve se cria vergonha na sua cara de pau e vira homem ou vai ficar so no oleo de peroba.

    Avalie o comentário: Positivo 6 Negativo 2

  15. marcos mota disse:

    o fhc tirou esse paiz de safado da falencia em 1993 agora vcs ficam cuspindo no prato q comeu queria era ver voces contar vantagem se o pais tivese mergulhado na iperinflaçao.naquela epoca vc nao passa e d um picareta ajumentado igual ao deus do capim sao tds e safados

    Avalie o comentário: Positivo 7 Negativo 5

    • LEN disse:

      Marcos, Você representa bem uma parcela do eleitorado do Serra: grosso, ignorante e incapaz de discutir com argumentos. Só vou te dar um aviso, enquanto os insultos se resumirem a mim eu vou aturar, mas se começar a agredir demais comentaristas ou personalidades vou bloquear seus comentários. Tá avisado.

      Avalie o comentário: Positivo 7 Negativo 9

  16. Max disse:

    Caramba amigo! Que idioma você fala? Como discordar de uma pessoa tão bem embasada em seus argumentos?

    Avalie o comentário: Positivo 3 Negativo 7

  17. […] Abaixo, temos um comparativo com dados do DIEESE, com as vagas de trabalho criadas nos governos de Fernando Henrique e Lula. […]

    Avalie o comentário: Positivo 2 Negativo 5

  18. marcao disse:

    eae doido ja vi fala q peixe morre pela boca mas jumento eo primeira vez.definitivamente deus escreve certo por linhas tortar.heee como e torto kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 0

  19. marcao disse:

    ja vi fala q peixe morre pela boca mas jumento eo primeira vez.definitivamente deus escreve certo por linhas tortar.heee como e torto kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 0

  20. Coocodeco disse:

    O q o pessoal não leva em conta é como FHC recebeu este país, sem contar q FHC teve 4 anos de crises internacionais lula só 2 , além disto lula usou algo q no final das contas sacrificou muito o país, alem de não fazer as reformas, o investimento em infra estrutura foi pouco e o pouco foi caro, além disso mesmo com o forte crescimento mundial o salario minimo real dos dois gov foram bem parecidos.

    Avalie o comentário: Positivo 4 Negativo 1

    • gerson disse:

      acho q vc não viaja e nem nunca viajou pra falar em investimentos em infra estrutura, por q eu viajei muito no governo FHC, e uma distancia de 650 km levava mais ou menos 13 hs para se percorrer de onibus, e muito no governo lula, e o q q vejo é totalmente o inverso, viajem muito mais tranquila, e confortavel, cara, isso é indiscutivel, e não sou PT, mas, ja fui PSDB…

      Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  21. maycon disse:

    LULA x FHC

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  22. Samuel disse:

    Matou a pau LEN, pra calar a boca desses pessededistas cegos fanáticos, contra fatos não há argumentos

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

  23. Samuel disse:

    Coitado de você Abbud, defendendo o governo FHC, coitado.

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 1

  24. Samuel disse:

    É isso aí Eduardo, e o fhc ainda disse pra esquecermos tudo que ele tinha escrito como sociólogo. Que sociólogo é esse?!! que governa pro ricos.

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 1

  25. Ana disse:

    Aff, tenho até preguiça de ler os comentários. Me pergunto a idade de algumas pessoas que aqui comentam. Porque quando meus alunos de 7 e 8 série falam mal do Brasil de hoje até compreendo, uma vez que ao nascer eles já estavam chegando a um país bem diferente daquele em que passei a minha adolescência. Mas adultos que viveram os anos 90 e viram as mesmas coisas que eu vi (privatizações, desemprego, sucateamento das escolas técnicas – onde eu estudava – e universidades, entre outras), me pergunto, que filtro utilizavam para fazer a sua leitura de mundo? O filtro da Veja,, da Época, ou as caras e bocas imparcialíssimas do William Bonner no Jornal Nacional? Acho que o PT fez mal ao Brasil ao tirá-lo daquelas condições. Devia mesmo era ter deixado o país quebrar nas mãos do PSDB, teríamos virado uma Argentina da década de 90 ou uma Grécia de hoje. O problema é que o povo esquece rápido. Uma década foi suficiente.

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 1

  26. jacquesaraujo disse:

    O PT rouba o Brasil de tudo que é jeito, mensaleiros, escândalos atrás de escândalos, vemos aos poucos o cerceamento da liberdade de expressão em pról de um estado mais forte. Em breve esteremos em uma nova Venezuela.

    Avalie o comentário: Positivo 1 Negativo 0

    • LEN LEN disse:

      Jacques, e resposta sobre o motivo do post que é bom nada. Sabe o que me soa isso: Falta de argumentos combatidos com as velhas mentiras de sempre. Aqui isso não funciona, as pessoas estão discutindo o tema proposto, a sua desinformação só funciona lá na imprensa partidária.

      Avalie o comentário: Positivo 1 Negativo 2

  27. C.Gustave disse:

    Contra números não há argumentos, mas há conjunturas. Elas explicam os números e vc não abordou sobre isso; simplesmente repetiu o discurso partidário, o que tornou sua explicação tendenciosa, atendendo aos clamores da emoção e não da razão.

    Avalie o comentário: Positivo 1 Negativo 1

  28. gerson disse:

    a verdade é, q em nenhum governo nós sentimos a mudança real, a mudança q o pobre, q gritava por um prato de comida todos os dias queria, o pobre não queria comer carne só uma vez por semana não, queria comer todos os dias, nós não queria-mos continuar reaproveitando oq os ricos não queriam mais, nós não queria-mos mais ver nossas crianças do nordeste morrerem de desnutrição infantil, q eram numeros assustadores em todos os governos… e hoje o problema do brasil é a obesidade infantil, q inversão de valores ein, um país em q se morria por desnutrição, hoje o quadro é inverso… esse é o governo q sentimos sim a mudança, o pais ta uma maravilha, claro q não, muito longe disso, mas, ja esteve ainda mais longe… era triste vc ver uma criança pobre entrar na casa de uma rica e ver q um simples carrinho de controle remoto, ele não podia ter nem em sonho, porq ou comia ou brincava, e hoje oq vemos, vai me respondam? não sou partidário, e enquanto continuarmos com essa imbecilidade partidária, sabem quando o país vai mudar ainda mais? nunca… não importa o governo q entrar, o q importa é faça por quem clama mais, e quem clama mais, meu amigo, é o pobre, sabe por q? porq pra se comprar um belo carro importado, vc pode esperar, o tempo q for preciso, para se comprar uma gigante tv de led, pode esperar quanto tempo for preciso, agora passe fome pra ver, se vc pode esperar pelo menos 3 dias, hoje não vemos isso, graças a deus, e se for para o país voltar a ter a desigualdade ainda maior do é nos tempos atuais, q se deixem os corruptos, por q eu quero ficar sem ter uma ferrari, mas sem comer amigo… ah… isso eu não quero mais não…

    Avalie o comentário: Positivo 1 Negativo 0

  29. jacinto leite disse:

    papai noel existe ?

    Avalie o comentário: Positivo 0 Negativo 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>