Autor: Ponto e Contra Ponto Notícias

Idosos ficam mais digitalizados, e apps crescem entre público com mais de 60 anos

Transações bancárias, contato com familiares e mercado online aparecem entre as funcionalidades utilizadas com mais frequência entre eles

O Brasil está mais conectado, e o mérito não é só da geração Z. Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2020, elaborada pelo Cetic.br, o número de pessoas com mais de 60 anos digitalizadas deu um salto de 34%, em 2020, para 50%, neste ano. Uma das justificativas para esse aumento é a pandemia da Covid-19, que fez com que muitos passassem longos períodos isolados em casa. Mas a comodidade dos serviços por aplicativo e sites já vinha ganhando espaço entre esse público desde muito antes da crise da Covid-19.

Em alguns segmentos, esse público tem ganhado aplicativos próprios, focados em transporte, supermercado e saúde, por exemplo. Porém, mesmo aplicativos disponíveis para o público geral há mais tempo têm sentido uma participação mais ativa desse grupo, como é o caso da Wise (ex-Transferwise), empresa de tecnologia financeira global especializada em envio de dinheiro internacionalmente, fundada há mais de uma década. De acordo com dados da fintech, 12% dos clientes brasileiros têm mais de 61 anos.

Filhas na Europa e transferências internacionais na palma da mão

A funcionária pública municipal Jorcelina Gracino, de 69 anos, é um deles e ficou mais online há seis anos, quando viu as duas filhas irem morar na Espanha. O reencontro presencial só aconteceu em julho deste ano, e ao longo desse intervalo ela aproveitou as funcionalidades dos aplicativos para falar sempre com a família e mandar dinheiro para elas quando necessário.

“Agora sou avó de seis netos, então de vez em quando minhas filhas pedem uma ajudinha para as contas de casa ou para comprar alguma coisinha para eles. Procuro mandar um dinheiro todo mês”, comenta Jorcelina, que usa o aplicativo da Wise para transferir valores.

Ainda que esteja acostumada a fazer transferências digitais há anos, ela também se viu fazendo uso de mais aplicativos durante a pandemia. Durante os seis meses que ficou sem sair de casa, aproveitou os marketplaces para renovar os eletrodomésticos. “Tudo que eu precisava trocar eu pedia por sites e aplicativos – como uma chaleira nova, por exemplo”, explica.

Aulas e terapia online para evitar contágio

A implementação de medidas mais rigorosas na pandemia também afetou outros hábitos entre o público com mais de 60 anos. A professora aposentada Christina Skaf, de 67, decidiu migrar as aulas de pilates e italiano para o online, além de começar terapia. “Faço aula particular de italiano com uma professora que está, neste momento, na Itália. Também comecei a fazer terapia durante a pandemia, e nem eu nem minha terapeuta queremos voltar ao presencial. Ela, inclusive, só está atendendo online, e alguns dos pacientes estão fora do Brasil”, conta. Mesmo com a flexibilização, o formato virtual continua como seu preferido. “Eu acho maravilhoso, me habituei. Em casa eu fico relaxada, não preciso levantar mais cedo, pegar o carro, procurar lugar para estacionar, gastar com combustível.” Fora os novos hábitos, Christina também faz parte do grupo que maratonou lives durante o isolamento.

Além de ter acesso a mais serviços, um dos principais motivadores para os idosos se conectarem é se informar sobre economia, política, esportes e outros assuntos, segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). O levantamento também indica que o percentual de pessoas com mais de 60 anos no Brasil que estão online cresceu de 68%, em 2018, para 97%, em 2021.

“Hoje eu me baseio muito em notícias publicadas em veículos de imprensa e compartilhadas pelo meu círculo de amigos nas redes sociais. Eles são muito engajados. Antes eu acompanhava jornais televisivos, mas agora não mais, acabo utilizando mais a internet”, pontua Christina.

Miss Universo São Paulo será realizado no dia 2 de outubro

Serão 19 candidatas disputando o título de mulher mais bonita e, a vencedora, irá para o Miss Universo Brasil em dezembro

Ribeirão Preto sediará no dia 2 de outubro, o Miss Universo São Paulo, com transmissão para 196 países pela plataforma Soul TV, canal U Miss, e no interior de São Paulo, pelo Grupo Thathi de Comunicação – na TV pelos canais 522 da Claro TV e 22 TV aberta, além da multiplataforma, rádios e redes sociais, a partir das 22h. Será a primeira vez que o concurso ocorrerá fora da capital, com 19 candidatas disputando o título de mulher mais bonita do estado de São Paulo.

Por conta da pandemia, o evento será somente por transmissão direta da Casa Boulevard Pallagourmet – uma mega estrutura de palco e iluminação será montada no local. As 19 candidatas são das cidades de: Jundiaí, Jarinu, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista, Cajamar, Franca, Ribeirão Preto, Cravinhos, Santa Rita do Passa Quatro, Limeira, Franco da Rocha, Guarulhos, Ibirá, Jaú, Ilha Bela, Santo André, Cotia, Araraquara, São Carlos.

A vencedora irá disputar o Miss Universo Brasil no dia 7 de novembro em alto mar, a bordo de um cruzeiro temático. E no mês de dezembro, quem vencer essa etapa nacional, defenderá nosso País no Miss Universo, que ocorrerá em Eliat, Israel.

“Realizar um evento como o Miss Universo São Paulo não é uma tarefa fácil, ainda mais porque a pandemia ainda não se findou. Mesmo assim, as minhas expectativas são as melhores, trazer esse evento para Ribeirão Preto é uma emoção inenarrável, pois foi como coordenador do Miss Ribeirão Preto que eu obtive destaque no cenário dos concursos de Miss e foi por isso que eu recebi o convite para assumir o estadual”, comemora Éder Ignácio, coordenador do Miss Universo São Paulo.

A grande noite

O concurso tem o patrocínio da Aneethun, Ricosti, Royal Brows, SD Sobrancelhas Design e Beijo do Sol Moda Praia, Alexandre Lima Beauty & Hair, com apoio de Juliana Rangel Comunicação e Antares Transportes e Turismo. Apoio Institucional da Secretaria da Cultura e Turismo e Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

O evento contará com a presença da atual diretora da franquia nacional, a Miss Brasil 2015, Marthina Brandt e será conduzido pelo apresentador Anderson Nogueira. A direção artística do Miss Universo São Paulo será assinada por Alex D’arc, que já foi coreógrafo do Domingão do Faustão, da Comissão de Frente da Tom Maior e já assinou a produção de DVD’s de Fernando e Sorocaba.

As candidatas passarão por avaliação preliminar com júri técnico um dia antes da noite final, no dia 1 de outubro – esse momento determinará quem serão as finalistas que avançam para a próxima fase.

Na grande final, as 19 candidatas usarão quatro trajes, sendo roupa da abertura, biquíni, maio e de gala. Entre as novidades no palco, serão as cores dos vestidos de gala, que seguirão a paleta da bandeira do estado de São Paulo. A coroa por hora, é surpresa, mas será confeccionada e tem toda uma história que envolve esse grande símbolo.

Precaução na pandemia

Primeira vez que o Miss Universo São Paulo será realizado fora da capital, o concurso vem no momento da retomada dos eventos no estado. O formato vem numa versão mais compacta, atendendo aos protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS), e por conta disso, até o número de candidatas será menor, todas condicionadas à entrega de um exame de Covid-19 na chegada em Ribeirão Preto, dias antes do evento, feito dentro das últimas 48 horas. A equipe estará aferindo temperaturas antes dos compromissos das candidatas e o uso de máscara é obrigatório, sendo dispensado somente em momentos de fotos e gravações, além do desfile no palco.

“O retorno do Miss Universo São Paulo será seguindo todos os protocolos de saúde e, por isso, optamos pela transmissão para que todos possam assistir a esse grande espetáculo com toda a segurança direto das suas casas”, explica Adriana Ramos de Moura, uma das organizadoras do evento.

Conheça as candidatas no Instagram @missuniverso.sp

Serviço:

Quando: 2 de outubro

Transmissão: a partir das 22h

Onde: Grupo Thathi de Comunicação e plataforma Soul TV, canal U Miss

Patrocínio

Aneethun

Ricosti

Royal Brows

SD Sobrancelhas Design

Beijo do Sol Moda Praia

Alexandre Lima Beauty & Hair

Apoio

Juliana Rangel Comunicação

Antares Transportes e Turismo

Apoio Institucional

Secretaria da Cultura e Turismo

Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto

Confeitaria: Uma porta de emprego na pandemia

Possibilidade de empregados frustrados se tornarem empreendedores de sucesso

A pandemia do coronavírus foi um momento de muitas portas fechadas. De acordo com o Ministério da Economia, mais de 800 mil pessoas perderam o emprego em decorrência do coronavírus e, desse modo, precisaram recorrer ao seguro-desemprego. Porém, segurados por, no máximo, 5 meses, esses profissionais precisaram encontrar rapidamente novas oportunidades de fonte de renda para poder manter o sustento de suas famílias.

A Confeitaria

Após largar uma carreira em um banco que, à época, parecia muito promissora, Janaina Pontes, cake designer e dona do Ateliê Janaina Pontes, decidiu empreender e investir no seu próprio negócio. Com mais de 11 anos no ramo da confeitaria, a tradicionalmente doceira entendeu, bem antes da pandemia, que investir no seu próprio sonho é a melhor escolha que qualquer um pode tomar. “A pandemia foi um momento que mostrou a todos os benefícios de ser o seu próprio chefe: é você quem traça o seu próprio caminho”, afirma a empresária.

Atualmente, mesmo após sofrer os abalos que milhões de negócios foram vítimas na pandemia, as suas portas continuam abertas. Agora, talvez, escancaradas. Isso porque, além de oferecer soluções gastronômicas e experiências culinárias únicas aos seus clientes, após perceber a defasagem de ensino no nicho da confeitaria para novos profissionais, a empresária decidiu tornar-se também professora desse ramo da cozinha.

Momento de inovar

“O ano de 2020 veio para nos mostrar que, independentemente dos nossos planos, precisamos ter a capacidade de conseguir, sempre que necessário, nos transformar”, argumenta Janaína. Por isso, a empresária e agora também professora, abriu vagas para um curso que ensina, desde leigos, que nunca tiveram contato com a confeitaria, até mesmo profissionais que desejam aperfeiçoar a técnica, a montarem o próprio negócio do ramo.

A confeiteira acredita que não existe concorrência. “Existe mercado para todos e cada negócio em si é único. Além de preço, localização e atendimento, são inúmeros os fatores que determinam a dinâmica de um negócio”, afirma. Desse modo, com um valor de R$ 297,00 de investimento, Janaína promete ensinar técnicas que podem fazer o empreendedor faturar até R$ 5000,00 ao mês.

“Muito além dos doces, o curso ensina em etapas todas as partes para abrir o seu negócio, incluindo a precificação”, afirma a empreendedora.

Em momentos de pandemia, a melhor capacidade que podemos ter é a de adaptação. A hora de mudar bate às portas e oportunidades não faltam. Esse pode ser o empurrão que faltava para tornar-se, finalmente, dono da sua própria carreira.

Para mais informações, acesse Fórmula dos doces insubstituíveis

Serviço: Janaina Pontes

Doces finos, Bolos Personalizados e Cursos de Confeitaria

Ateliê Janaina Pontes

@ateliejanainapontes

(41) 998714771

A Beneficência Portuguesa de São Paulo realiza primeiro implante com novo dispositivo de ritmo cardíaco da Abbott

A equipe de arritmologia do Núcleo de Cardiologia da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo realizou com sucesso o primeiro implante no Brasil usando o Neutrino™ NxT da Abbott, um desfibrilador de terapia de ressincronização cardíaca (CRT-D). Essa nova tecnologia apresenta compatibilidade preferencial com imagem de ressonância magnética (MRI) e comunicação Bluetooth®, proporcionando mais conforto e praticidade para os pacientes e uma conexão mais significativa com os médicos.

O dispositivo é pareado com o myMerlinPulse™, um aplicativo para smartphone projetado para agilizar a comunicação entre médico e paciente. O aplicativo tem o objetivo de transmitir os dados do dispositivo para a equipe médica do paciente e também fornece acesso a dados como estado da bateria e histórico de transmissão, o que ajuda as pessoas a terem um papel ainda mais ativo no cuidado da própria saúde. Por meio da plataforma Merlin.net, médicos podem monitorar pacientes remotamente de maneira contínua, permitindo a identificação de episódios assintomáticos e também transmissões acionadas pelo próprio paciente, o que possibilita uma intervenção imediata, quando necessário.

Um dos diferenciais dessa tecnologia com relação aos demais implantes do tipo é o uso do próprio smartphone do paciente (nos outros casos, é necessário um equipamento específico para esse serviço). “Em um momento em que a conectividade se torna cada vez mais relevante em nossas vidas, tecnologias inovadoras como esta reduzem o número de consultas presenciais necessárias para coletar e avaliar os dados do dispositivo de um paciente, evitando deslocamentos e permitindo que os serviços de saúde continuem a fornecer cuidados importantes, mantendo a saúde e a segurança da equipe médica e dos pacientes que precisam de tratamento”, ressalta Bruno Papelbaum, arritmologista invasivo responsável pelo procedimento na BP. “Além disso, essa é a única tecnologia disponível no País em que o paciente pode enviar o dado do seu eletrograma diretamente para o médico por meio de um aplicativo, o que ajuda muito para tomadas de decisões mais assertivas e rápidas”, explica o médico da BP.

Segundo pesquisa inédita realizada pela Abbott em conjunto com o Quantas Instituto de Pesquisa, ter mais saúde e contar com tecnologias que permitam um diagnóstico rápido e preciso estão entre os principais desejos dos brasileiros para os próximos anos1. Intitulada “O Valor da Saúde – O que Mudou na Pandemia e os Desejos dos Brasileiros para o Futuro”, o estudo foi realizado com 2.084 pessoas de todas as regiões do Brasil.

Estima-se que até 20 milhões de pessoas no Brasil lutam contra arritmias cardíacas ou ritmos cardíacos anormais2 e tecnologias como essa podem ajudar a reduzir os riscos de arritmias potencialmente fatais. Para pessoas com insuficiência cardíaca ou em situações em que o coração bate fora de sincronia, dispositivos como o Neutrino™ NxT podem ser usados ​​para restaurar o padrão natural do batimento cardíaco. Um pouco maior do que um marca-passo tradicional e com formato anatômico, ele pode reduzir os riscos de arritmias potencialmente fatais ao disparar um choque para restaurar o ritmo cardíaco regular. “Muitas arritmias cardíacas não são percebidas pelo paciente. Nesses casos, o implante detecta e informa diretamente o médico, que pode propor outras intervenções frente à situação”, conclui Bruno Papelbaum.

Sobre a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo

Reconhecida pela revista Newsweek como uma das melhores instituições de saúde do mundo, a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo é um hub de saúde privado que compõe o grupo de 6 instituições de excelência brasileiras reconhecidas pelo Ministério da Saúde e integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), realizando projetos de educação, pesquisa, avaliação de tecnologias, gestão e de assistência especializada voltados ao fortalecimento e à qualificação do SUS em todo o País.

Os serviços da BP são oferecidos por meio de 4 marcas de serviços hospitalares com foco em alta complexidade e que atendem diferentes segmentos de clientes, e 3 marcas que contemplam serviços de medicina diagnóstica, consultas médicas e atendimentos ambulatoriais e educação e pesquisa. São mais de 7.000 colaboradores e 4.000 médicos atuando em 3 unidades na cidade de São Paulo, sendo 2 no bairro da Bela Vista, onde são ofertados serviços privados, e 1 no bairro da Penha, onde são oferecidos serviços privados e também para clientes encaminhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

As marcas comerciais operadas pela BP são: Hospital BP, referência em casos de alta complexidade, pronto-socorro geral e corpo clínico especializado para clientes de planos de saúde e particulares; pelo BP Mirante, hospital que oferece um corpo clínico renomado, pronto atendimento privativo, hotelaria personalizada e cuidado intimista para clientes particulares e de planos de saúde premium; pelo BP Essencial, hospital que tem foco na qualidade assistencial e oferece acomodações compartilhadas para clientes de planos de saúde básicos e particulares; pelo BP Hospital Filantrópico, que oferece cuidado humanizado e eficaz para clientes regulados pelo Sistema Único de Saúde (SUS); pela BP Medicina Diagnóstica, um completo e atualizado centro de diagnósticos e de terapias, que oferece exames laboratoriais, de imagem, métodos gráficos e de todas as outras especialidades diagnósticas; pelo BP Vital, uma rede de clínicas de diversas especialidades médicas integrada aos demais serviços da BP para cuidar da saúde dos clientes e estimular conversas preventivas sobre a saúde; e pela BP Educação e Pesquisa, tradicional formadora de profissionais de saúde que capacita profissionais por meio de cursos técnicos e de pós-graduação, residência médica, eventos científicos e é responsável por gerenciar mais de 100 estudos e pesquisas na área da saúde com o intuito de contribuir para a evolução da Medicina no País.

Sobre a Abbott

A Abbott é uma empresa líder global de cuidados para a saúde que ajuda as pessoas a viver plenamente em todas as fases da vida. Nosso portfólio de tecnologias que transformam a vida das pessoas abrange todo o universo de cuidados para a saúde, por meio de produtos e negócios líderes em diagnósticos, dispositivos médicos, nutrição e medicamentos de marca. Nossos 109.000 colaboradores trabalham para ajudar as pessoas em mais de 160 países.

Presente no Brasil há mais de 80 anos, sua estratégia local visa proporcionar às pessoas um melhor acesso a soluções médicas e de saúde inovadoras, contribuindo para o desenvolvimento dos cuidados para a saúde no país. No Brasil, a empresa emprega aproximadamente 2.600 colaboradores e suas principais unidades ficam em São Paulo (sede administrativa); Rio de Janeiro e Belo Horizonte, onde estão as duas plantas produtivas da empresa.

Acesse www.abbottbrasil.com.br e fique em contato conosco pelo Facebook/Abbott Brasil, LinkedIn e Twitter @AbbottNews.

A médica tricologista Luciana Passoni ensina como cuidar dos fios principalmente agora na estação mais fria do ano

Vento frio, dias mais curtos, menos chuva e um clima gelado! É o inverno que chegou trazendo mudanças de hábitos para todos nós. E assim como a pele sofre com a queda das temperaturas e a redução da umidade do ar durante o inverno, os cabelos também sentem as alterações do clima. Os cuidados com os fios nesta época, ao contrário do que muita gente pensa, devem ser redobrados já que tendem a ficarem mais frágeis neste período. 

Segundo a médica tricologista Luciana Passoni, além dos temidos frizz, aqueles arrepiados rebeldes que afetam os fios, a baixa umidade do ar altera, também, a saúde do couro cabeludo, que pode se tornar mais oleoso e apresentar dermatites e caspa.

Cuidados essenciais

Hidratação, nutrição, proteção térmica ao secar, umectação noturna e outros cuidados são essenciais para manter a beleza dos fios em época de baixas temperaturas. “No inverno esses hábitos se tornam ainda mais necessários, já que tomamos banhos mais quentes e lavar os cabelos com água em temperatura alta deixa as madeixas com aspecto opaco e sem vida”, explica a médica. 

A técnica da umectação é uma das mais utilizadas para recuperar as pontas ressecadas. O ideal, e mais prático, é aplicar óleos de tratamento capilar (de coco, macadâmia, abacate) nos cabelos secos e dormir com o produto nos fios (ou deixa-lo agir por, no mínimo, duas horas). Após a lavagem e a remoção do óleo, os fios ficam mais sedosos, macios, com movimento e as pontas seladas e hidratadas.

Dicas da especialista para quem vai enfrentar a neve: aplicar leave-in com proteção solar; tentar usar tranças ou protetores contra o vento (ajuda a não quebrar os fios na hora de desembaraçar); não pentear os cabelos com os dedos; dar preferência a pentes de dentes largos e de madeira. 

Nada de água quente!

Os dias frios do inverno são um convite para aquele banho bem quentinho e prolongado, não é? Mas esse costume, além de ser prejudicial à pele, também é muito agressivo para o cabelo. 

“A água quente estimula a secreção da glândula sebácea, já que a pele do couro cabeludo se sente desprotegida e produz mais óleos, o que aumenta a oleosidade e causa proliferação de fungos responsáveis pela caspa e o ressecamento nas pontas. A água quente também abre as cutículas do cabelo, tirando o brilho e a sedosidade. O ideal é lavar o cabelo com agua morna e, se possível, fazer o último enxague com a agua fria”, recomenda a Dra. Luciana.

Ainda segundo ela, o indicado é lavar os fios e couro cabeludo regularmente para evitar problemas e manter os fios fortes e saudáveis. “O descaso com o couro cabeludo, em muitos casos, pode causar a queda do cabelo, descamação, oleosidade em excesso e prejudicar a nutrição dos fios.”

Outro conselho da médica tricologista é que nunca se durma com o cabelo molhado, já que esse hábito provoca fraqueza e quebra nos fios, além de, em alguns casos, causar fungos no couro cabeludo devido à umidade. “Apesar do frio é bom que se evite, também, usar chapéus, boinas, lenços e gorros em excesso. Esses acessórios aumentam ainda mais a oleosidade do cabelo e podem causar coceira, provocar o surgimento de fungos e bactérias no couro cabeludo”, alerta a especialista. 

Evite usar aparelhos de calor em excesso

Quando o tempo está mais frio é comum usar secador de cabelo na temperatura máxima de calor. Mas, se você é adepta dessas e de outras ferramentas de calor, como babyliss e prancha, não se esqueça de ter alguns cuidados extras com as madeixas. O ideal é optar sempre pela temperatura intermediária, menos agressiva aos fios. Também é muito importante utilizar um protetor térmico antes de secar os cabelos. E quando a temperatura do secador estiver quente mantenha uma distância de 15 a 20 cm dos fios, assim você evita que eles se queimem.

“Caso o cabelo não esteja saudável, é recomendável não utilizar aparelhos de calor. O mais indicado para devolver a saúde às madeixas é hidratação e restauração. Se optar por fazer o procedimento em casa acrescente algumas gotinhas de óleo vegetal (coco, abacate, jojoba, argan) ao creme hidratante. Os óleos ajudam na nutrição e fortalecimento dos fios”, diz Luciana. 

Orientação profissional

A consulta com um dermatologista é essencial para descobrir quais são os produtos ideais para manter seu cabelo bonito e saudável. O especialista vai poder diagnosticar e indicar o tratamento adequado para algum cuidado específico ou problema de pele no seu couro cabeludo, como queda e caspa seca ou oleosa. 

O dermatologista também orienta uma dieta alimentar que vai refletir na saúde dos cabelos. “Ingerir alimentos ricos em vitaminas do complexo B, por exemplo, ajuda a manter os fios saudáveis. Eles auxiliam o sistema imunológico e promovem a regeneração celular, incluindo o crescimento dos cabelos. São fontes destas vitaminas: ovos, peixes, leite e seus derivados, castanhas, abacate e vegetais verdes (brócolis, couve, espinafre, rúcula). Nunca esqueça: seu cabelo reflete sua saúde e bem estar”, pontua a Dra. Luciana.  

Problemas urinários e as emoções: qual a relação?

Entenda a origem desse problema que afeta milhões de pessoas

Incontinência urinária, infecções, cólicas renais… Esses problemas de saúde são bastante comuns na sociedade em geral. Quem nunca teve uma infecção urinária e sentiu aquele ardor no momento de fazer xixi? Apesar de muito comum e corrente, no entanto, o que muitas pessoas não sabem é sobre as verdadeiras causas dos problemas urinários.

De acordo com a fisioterapeuta e especialista em medicina integrativa, Ana Peixoto, “os problemas urinários têm forte relação com o nosso lugar, o nosso território no mundo”. Em outras palavras, a urina associa-se com uma marcação de território, como se com ela determinássemos o nosso espaço, nosso território.  

Aproveite e visite nosso portal de notícias preferido, Odianews

Independente do problema, a fisioterapeuta explica que “as nossas doenças e problemas de saúde são manifestações das nossas emoções e pontos de vista”. Assim, com os problemas urinários, não é diferente. Por meio das 5 leis biológicas, estudo formulado pelo médico alemão, Dr. Hamer, é possível entender que tudo o que sentimos no âmbito emocional, pode ser traduzido pelo corpo na forma de alguma patologia física.

 No caso de incontinência e infecções urinárias recorrentes, é possível entender que o paciente está com dificuldades em delimitar limites ao outro. Por isso, como a urina desempenha um papel de “marcar o nosso território”, esses problemas evidenciam situações em que existem dificuldades em um relacionamento ou ainda na delimitação do seu próprio espaço.

Já no que se refere às cólicas renais, “dependendo o lado do rim afetado, a pessoa pode estar passando por diferentes situações”, afirma a especialista. Quando uma pessoa tem cólica renal a direita, temos que buscar o quanto está difícil para ela colocar limites em alguém que mora junto com ela; já se a cólica renal no rim esquerdo, a dificuldade se dá com alguém que vem de fora.

Ana ainda afirma que as manifestações podem mudar com o decorrer do tempo. Isso porque, “se a pessoa está vivendo tudo isso agora, sua urina pode ficar mais escura e ainda, ter cheiro forte para ajudá-la a marcar mais ainda seu lugar. Agora, se o problema com relação aos limites já tiver passado, o corpo pode manifestar essas dores de outras formas, com a queimação e o ardor”.

Por último, é importante frisar que os problemas urinários e renais são bastante frequentes e recorrentes. Assim, investigar a verdadeira causa do problema pode gerar resultados incríveis, nos quais os sintomas venham a ser tratados desde a origem para que não ocorram mais. O nosso corpo fala e é essencial que estejamos atentos à sua comunicação. O que o seu corpo está dizendo para você?

Ana Peixoto

Fisioterapeuta

Terapeuta especialista em medicina germânica

Idealizadora das técnicas de Reprogramação Bio-muscular e Anatomia Emocional

@anapeixoto.oficial

Leonardo Minozzo, do Cafundó Estúdio Criativo, participa da nova edição dos Encontros de Cinema, do Itaú Cultural

Leonardo Minozzo, diretor executivo do Cafundó Estúdio Criativo, empresa brasileira que desenvolve projetos de propriedade intelectual em games e séries de animação, participa na sexta-feira (27), às 17 horas, da última mesa de debates da programação do evento Encontros de Cinema, promovido pelo Itaú Cultural.

O evento, que desde 2013 debate o fazer do cinema e suas tendências contemporâneas, chega à nova edição em 2021 com o tema Gestão do audiovisual. De 23 a 27 de agosto, a programação conta com masterclass, mesas de debate ao vivo e entrevistas com profissionais do setor. A programação enfatiza como o planejamento, a organização  e o monitoramento de processos são vitais para a sustentabilidade de toda esta cadeia produtiva. E também traz informações e entendimento crítico para a compreensão das mudanças mais importantes da indústria audiovisual contemporânea, aceleradas pela pandemia de Covid-19. A curadoria dessa edição é da consultora Alessandra Meleiro e da advogada e produtora de cinema Debora Ivanov, em parceria com o núcleo de Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural.

A mesa “Gestão na Animação: oportunidades e desafios”, da qual Minozzo fará parte, conta também com Luciana Eguti, produtora-executiva da Birdo (SP) e terá mediação de Alessandra Meleiro. O objetivo é discutir o mercado das animações. Entre os pontos da conversa, estão condições de financiamento, acesso a mercado nacional e internacional, expertise em gestão, qualificação de profissionais, acesso a equipamentos, infraestrutura de TI, interesse público, entre outros. A transmissão será feita ao vivo na página do Youtube do Itaú Cultural (www.youtube.com/itaucultural).

A indústria da animação tornou-se um setor de dimensões econômicas relevantes. Representando 25% do mercado audiovisual, o valor total da receita da indústria de animação global foi de US$ 100 bilhões em 2006, US$ 222 bilhões em 2013 e US$ 259 bilhões em 2018, chegando a US$ 270 bilhões em 2020. A animação é um dos setores da indústria criativa global com maior potencial de crescimento. Além disso, em 2013, a indústria de animação digital administrou cerca de US$ 500 bilhões em licenciamento de marcas e personagens, mais que o dobro de 2006 (US$ 200 bilhões). (Dados levantados pelo Itaú Cultural).

Produção com nova perspectiva

O Cafundó Estúdio Criativo nasceu em 2008 focado em animação para publicidade. No entanto, o executivo percebeu um modelo pouco replicável: “Uma animaçãopara publicidadeexige o desenvolvimento de várias etapas, como roteiro, conceitos, cenários, personagens, animação, áudio, pós-produção e finalização. O período para a produção de um comercial para TV de 30” durava 6 meses. Veiculava 20 dias, depois acabava. Para iniciar um novo projeto, era preciso abrir um canal de comunicação e pensar uma ação do zero”, explica Minozzo, que dirigiu mais de 500 projetos audiovisuais voltados a publicidade e entretenimento, para empresas como Toyota, O Boticário, Google, Motorola, Youtube e Rede Globo, além de jogos e narrativas gameficadas para clientes e projetos autorais. 

Foi então que o executivo decidiu injetar tecnologia na empresa. A equipe, até então de ilustradores, animadores, roteiristas e designers, ganhou programadores, desenvolvedores e especialistas em realidade aumentada, virtual e holografia, que possibilitaram enxergar as produções de uma outra forma. “O desenvolvimento das séries faz parte de um projeto robusto de propriedade intelectualO objetivo é o licenciamento para múltiplas mídias, enfatiza.

Séries pedagógicas para os públicos infantil e adulto

Entre as séries do estúdio brasileiro estão Os Carabão: uma narrativa divertida desenhada para o público de 5 a 7 anos, traz a história de Caldin, Farilicia, Espicho e Fusili: um grão de feijão, outro de arroz, o terceiro de farinha, e um macarrão, que vivem em um supermercado. Dez episódios são veiculados atualmente no Cine Brasil TV e a meta é completar 26 – ainda neste semestre – para expandir a outros canais no Brasil e no exterior.

A personagem Ana Bolinha, do artista catarinense Luciano Martins, inspirou uma série de animação para crianças. Em sua primeira temporada de 13 episódios, a simpática joaninha e sua turma buscam o significado dos seres e dos objetos também redondos em um mundo de aventuras, fantasia e cor. O projeto foi contemplado no edital de Desenvolvimento Prodav/Ancine (2016) e está em produção com recursos do Edital Catarinense de Cinema 2020.

Já a série de musicalização infantil Dó, Ré, Mi da Solterá 15 episódios em sua primeira temporada. A narrativa gira em torno da menina Sol que, ao morar com seu pai músico, tem a oportunidade de interagir com instrumentos musicais que ficam guardados no porão da casa. O fato é gancho para aventuras musicais que narram tarefas simples do cotidiano da criança. O projeto é construído com técnicas de stop-motion e 2D e foi um dos cinco contemplados na categoria animação infantil, que selecionou um projeto por região do país, entre mais de 800 inscritos do edital Prodav TVS Publicas / Ancine (2018).

As produções contam com consultorias de especialistas como Reynaldo Marchesini (Sítio do Pica Pau Amarelo e Princesas do Mar), Teresa Cristina Rego (Que Monstro te Mordeu), além da participação (em Dó, Ré, Mi da Sol) de Thiago Calçado, conhecido mundialmente pelas animações Minhocas, oFilme; Kubo and the Two Strings (Kubo e As Cordas Mágicas); Isle OfDogs (Ilha dos Cachorros) e, mais recentemente, pelo novo longa-metragem Pinocchio (Pinóquio), dirigido por Guillermo Del Toro e Mark Gustafson.

Para o público adulto, o momento atual é de captação de recursos para dar início à série Uns Brasileiros,baseada na obra ‘Mario Prata Entrevista uns Brasileiros’. Nela, o próprio Mario Prata vira animação e arranca confissões irreverentes de personagens da história do Brasil, como Tiradentes, Dom Pedro I e Dona Maria I “a Louca”. O piloto foi finalizado em abril com recurso conquistado nos Prêmio Catarinense de Cinema 2019.

Minozzo também responde pelo desenvolvimento do puzzle game Tetragon: Unknown Planes  lançado agora em agosto para países da Ásia, América do Norte, América do Sul e Europa.

SERVIÇO:

Mesa 4 – Gestão na Animação: oportunidades e desafios (Evento: Encontros de Cinema – Gestão do audiovisual)

  • Data: 27 de agosto, sexta-feira
  • Hora: 17 horas
  • Convidados:
    • – Leonardo Minozzo, diretor executivo do Cafundó Estúdio Criativo, empresa brasileira que desenvolve projetos de propriedade intelectual. É produtor executivo da série Os Carabão, veiculada atualmente no canal CineBrasil TV e com a segunda temporada já em produção. Com outras séries em desenvolvimento para os públicos infantil e adulto.
    • – Luciana Eguti, sócia e produtora Executiva da Birdo, um dos principais estúdios de animação da América Latina
  • Mediação: Alessandra Meleiro, presidente do Fórum Brasileiro de Ensino de Cinema e Audiovisual (Forcine), entre os anos de 2016 e 2020.
  • Transmissão no Youtube www.youtube.com/itaucultural
  • Classificação indicativa: livre
    Informações www.itaucultural.org.br

Vinagre de maçã é um substituto eficiente em receitas para quem tem alergia à proteína do ovo

Antioxidante, anti-inflamatório, auxiliar na perda de peso, o vinagre de maçã é alternativa também na gastronomia vegana, por substituir o produto de origem animal

O ovo, ingrediente onipresente em grande parte das receitas de doces e bolos, tem um substituto à altura: vinagre de maçã. Antioxidante, anti-inflamatório, auxiliar eficiente na perda de peso e na diminuição dos níveis de colesterol, entre outros benefícios, o vinagre de maçã misturado com bicarbonato de sódio é alternativa culinária às pessoas que têm intolerância ou alergia à proteína dos ovos. Também a gastronomia vegana se beneficia da combinação para substituir o produto de origem animal.

Indispensável no tempero de saladas e na preparação de molhos agridoces, o vinagre de maçã revela versatilidade também como ingrediente de bolos e doces. “Quando misturamos uma colher de chá de bicarbonato de sódio e uma colher de sopa de vinagre temos um dos melhores substitutos do ovo”, afirma a chef de cozinha, Márcia Nogueira.

A pedido de uma cliente, cujo filho tem intolerância à proteína do ovo, Márcia elaborou uma receita em que o vinagre de maçã e o bicarbonato de sódio fizeram com que o bolo crescesse e ficasse leve e saboroso. “Consegui fazer um bolo seguro, livre da proteína que compromete quem tem alguma restrição ou alergia ao alimento”, diz. A intolerância à proteína do ovo representa cerca de 3,6% das alergias alimentares.

Também os veganos, atendidos pela chef, beneficiam-se dos doces e bolos sem ovos. “No cardápio das pessoas que não consomem produtos de origem animal, a substituição por vinagre de maçã é eficiente, além de ser muito saudável”, afirma.

Especialista em vinagres e sócio-proprietário da Almaromi Viccino, empresa pioneira na produção natural de vinagre de maçã no Brasil, Rodrigo Margoni observa que a versatilidade do produto tem sido amplamente explorada pela gastronomia. “A substituição de ovos por vinagre de maçã nas receitas é um dos exemplos bem-sucedidos na cozinha com efeitos benéficos à saúde”, reforça.

O vinagre de maçã tem propriedades anti-inflamatória e antimicrobiana. O consumo como alimento ou em pequeninas doses diárias diluídas em água ajuda a reduzir o colesterol, auxilia no controle do diabetes, melhora a digestão e diminui a pressão arterial, entre outros benefícios. Alguns compostos encontrados no vinagre de maçã agem dificultando a absorção de carboidratos no intestino e, com isso, favorecem a perda de peso. A presença de antioxidantes atua para retardar o envelhecimento.

Fora da mesa

Os ácidos acético, cítrico, lático e succínico, presentes no vinagre de maçã, têm ação antimicrobiana contra a bactéria causadora da acne na pele. Para este uso, recomenda-se diluir uma colher de vinagre de maçã em um copo de água e só então passar na pele, removendo a mistura alguns segundos depois.

Cabelos quebradiços e oleosos também têm no vinagre de maçã um poderoso aliado. Para obter bons resultados, deve-se misturar uma colher de vinagre em um copo de água e depois borrifar nos fios. Na sequência, aplica-se, mecha a mecha, um creme de tratamento indicado para cada tipo de cabelo. É preciso esperar por três a cinco minutos com touca térmica ou toalha umedecida em água quente para agir. A seguir, os cabelos devem ser enxaguados.

Seja ingerindo ou aplicando para melhorar a saúde da pele e dos cabelos, qualquer uso que se pretenda fazer deve ter indicação médica, pois cada organismo reage de uma forma às substâncias presentes no vinagre de maçã.

RECEITA BOLO DE VINAGRE

Ingredientes:

3/4 xícara de chá de óleo de milho

2 xícaras de chá de água

2 colheres de chá de essência de baunilha

2 xícaras de chá de açúcar

½ xícara de chá de cacau em pó

1 colher de chá de sal

3 colheres de chá de vinagre de maçã orgânico

3 xícaras de chá de farinha de trigo

3 colheres de chá de bicarbonato sódio

Modo de preparo:

Coloque os 6 primeiros ingredientes no liquidificador e bata até misturar. Transfira essa mistura para um recipiente e adicione a farinha peneirada com bicarbonato e mexa com a espátula. Depois acrescente o vinagre e misture novamente. Daí é só levar para assar em forno pré aquecido 180 graus por aproximadamente 40 minutos.

Via Certa Cursos Profissionalizantes chega à Aparecida de Goiânia

Franquia expande área de atuação e projeta novas oportunidades no  mercado de trabalho com oferta de mais de 30 cursos profissionalizantes com metodologia flex

Com a repentina chegada da pandemia muitas pessoas se viram de mãos atadas em relação ao mercado de trabalho dando assim um expressivo crescimento na procura por cursos profissionalizantes que mais se adequam a cada um. Esta procura se dá como opções rápidas e específicas para quem quer se preparar para uma nova carreira ou se inserir no mercado. A educação profissional tem se expandido por todo Brasil como modelo de aprendizagem com foco em competências e habilidades técnicas com a garantia de uma certificação.

O investimento no ensino profissional no Brasil permite uma crescente na economia de forma contínua abrindo portas de trabalho em todo território e possibilitando a acessibilidade da realização de sonhos seja presencial ou a distância.

Segundo dados de análise do IBGE, o Brasil registrou 489  mil novos desempregados, somando 14,761 milhões de trabalhadores desocupados, sendo o trimestre de fevereiro a abril de 2021 com índice de desemprego em 14,7%, maior desde 2012. Pesquisas também apontam que pessoas com formação intermediária, que buscam uma qualificação, tem mais chances de recolocação no mercado de trabalho. Os cursos técnicos e profissionalizantes são portas de entrada para geração de renda, pois a qualificação gera base para construção de uma carreira de acordo com a área que pretende ingressar.

Demanda do mercado estimula investimento em educação

Observando a demanda geral do mercado por profissionalização, o empresário Edimael Alves de Oliveira Marinho, 35 anos, que é formado em Pedagogia e já atua no setor de educação com uma escola regular que atende crianças do maternal ao 7º ano, resolveu ampliar os horizontes e investir numa franquia de cursos profissionalizantes que pudesse proporcionar novas oportunidades para a população. Edimael está abrindo uma unidade de microfranquia da Via Certa em Aparecida de Goiânia, cidade que fica na região metropolitana da capital.

“Conheci a rede Via Certa através de uma pesquisa de investimento que eu estava fazendo pela internet. Decidi investir no negócio pois acredito que a visão da Via Certa é a mesma que a minha. Me chamou muito a atenção a dinâmica e a interatividade das aulas nos cursos que a rede oferece e o acesso direto com a diretoria da marca que é bem aberta ao diálogo e flexivos às decisões. Espero poder ajudar a qualificar os jovens da minha cidade e também crescer profissionalmente”, conta Marinho.

Aparecida de Goiânia é considerada o segundo município mais populoso do Estado com cerca de 590 mil habitantes segundo dados do IBGE de 2020. É um dos principais centros industriais de Goiás e possui um desenvolvimento acelerado se destacando principalmente no campo econômico. A cidade vem despertando o interesse de investidores que pretendem estabelecer suas empresas mesmo em tempos de crise e o potencial do mercado tem exigido mão de obra qualificada, o grande filão da Via Certa que atua diretamente nessa profissionalização.

Variedade de cursos e ensino híbrido

Estimulada pela inspiração, modernidade e o empreendedorismo, Aparecida de Goiânia recebe a nova unidade da Via Certa, inaugurada no dia 13 de agosto, que oferece à população  novas oportunidades de crescimento, já que o município vem gerando vagas de emprego, com a potencialização do turismo de negócios e implantação de soluções urbanas inteligentes que impulsionam o desenvolvimento do mercado e exigem qualificação.

A Via Certa é uma rede de franquia de cursos profissionalizantes de grande sucesso em todo o Brasil com sua metodologia Flex no qual o aluno pode optar em fazer as aulas da plataforma 100% em casa ou onde estiver, assim também como o presencial na própria unidade, ou até mesmo, uma parte on-line e outra parte na escola, sendo tudo de livre escolha do aluno.

“Temos como objetivo levar conhecimento para as pessoas que buscam crescimento profissional e atualização. Com a chegada da pandemia modernizamos todos os nossos sistemas e ampliamos a grade de cursos para proporcionar a melhor experiência de aprendizagem ao nosso aluno. Nossos alunos terminam seus cursos prontos para o mercado de trabalho, temos a missão de mudar vidas”, reforça Décio Marchi, diretor executivo da rede de franquias Via Certa.

Opções em todas as áreas

A Via Certa oferece mais de 30 opções de cursos nas áreas de Administração e Vendas, Beleza e Estética, Indústria e Energia, Informática, Idiomas, Saúde, Reforço Escolar. Com uma metodologia totalmente diferenciada abrange cursos que acompanham as características particulares de cada aluno, o que resulta no total aproveitamento do aprendizado por meio do ensino individual de acordo com o ritmo de cada aluno, gerando uma aprovação de 95%.

Campanha Estudante Paga Meia no mês de agosto

Para os novos alunos, a rede acaba de lançar a campanha “Estudante paga Meia”, a campanha visa, durante esse período de volta às aulas, aumentar o número de matrículas de todos os cursos livres, principalmente nos horários de menor procura e tem como público-alvo estudantes do Ensino Fundamental, Médio, Superior ou Técnico da rede pública e privada, que buscam se qualificar e aproveitar a oportunidade de 50% de desconto nos cursos.

Expansão por todo Brasil

A Via Certa Educação Profissional desenvolveu o modelo de franquia que representa uma excelente oportunidade para quem sonha em investir em um novo negócio na área da educação. O empreendedor pode contar como o apoio necessário e adequado para o seus desenvolvimento como, suporte no setor de recursos humanos, comercial, financeiro e marketing.

São dois modelos de negócio: unidade física e digital, que foi lançada recentemente. O modelo de microfranquia voltado para cidades pequenas é um formato que funciona exclusivamente on-line, sem a necessidade de espaço físico. Para isso, o aluno participa das aulas diretamente da própria casa, de forma remota.

O modelo de microfranquia digital solicita investimento inicial de R$15 mil (sendo R$10 mil de taxa de franquia). Cidades até 15 mil habitantes o franqueado terá exclusividade de atuação, a partir disso é possível conduzir o negócio, porém sem a exclusividade. O franqueado recebe 30% do faturamento, com estimativa do retorno do investimento entre 6 e 12 meses. Nesse modelo mais enxuto o curso é ministrado pela própria equipe de professores da franqueadora. A única responsabilidade do franqueado é fazer a divulgação dos cursos; fechar matrículas e ter a retenção dos alunos.

Atualmente a rede possui 47 unidades franqueadas ocupando oito estados brasileiros.

Sobre a Via Certa

A Via Certa é uma rede de franquias com atuação no mercado de cursos profissionalizantes criada em 2012, em Birigui (SP). Com uma metodologia Flex, promovendo aulas individualizadas e vivenciais, a marca possui uma grade com mais de 30 cursos de diversos segmentos voltados para estudantes e adultos com idade ilimitada. Atualmente são mais de 50 unidades espalhadas pelo Brasil, cujo investimento inicial do modelo de negócio é a partir de R$ 134.944,60 na modalidade Física, e R$ 15 mil na modalidade exclusivamente on-line.

https://viacertacursos.com.br/

Serviço:

Via Certa Educação Profissional – Aparecida de Goiânia/GO

Av. Independência c/ Rua Tesourinha, Qd. 1 Lts. 1 e 2 Cidade Livre/Colina Azul

Telefone: (62) 3223-0514

Agosto Dourado: apoio ainda na maternidade ajuda no sucesso da amamentação

Pacientes que dão à luz no Vera Cruz Hospital são orientadas sobre a pega, a massagem para a descida do leite, ordenha e posições para amamentar

Amamentar é o sonho de grande parte das mulheres que se tornam mães. Entretanto, nem sempre isso sai como o planejado. A jornalista Ana Carolina Barros, de 35 anos, por exemplo, deu à luz ao filho Pedro, hoje com sete meses, e a amamentação tem sido um processo de resiliência. “Logo que meu filho nasceu, tive dificuldades. Doía, meus seios ficaram fissurados, a mama emperrou. Procurei por uma especialista no assunto, acertamos a pega e, só depois disso, pude amamentar com mais tranquilidade”, conta Ana Carolina.

A importância do apoio ainda na maternidade ajuda a mais nova mamãe a ter uma amamentação de sucesso. A equipe de enfermagem do Vera Cruz Hospital compreende que assim como o bebê, a genitora também precisa de cuidados, apoio e alguém que lhe passe segurança para ela se desenvolver como mãe. “E é isso que a equipe de enfermagem, dia após dia, proporciona. Este apoio inicial, tão importante no início desse caminho cheio de aprendizados, que é o da amamentação. Orientamos a pega, a massagem para a descida do leite, a ordenha, a posição para amamentar, entre outras dúvidas que surgirem”, explica a enfermeira especialista em Saúde da Mulher do Vera Cruz Hospital, Izabela Fernandes Bertolotto.

Segundo o médico neonatologista do Vera Cruz Hospital, Abimael Aranha Netto, o leite materno é o melhor alimento para os bebês, pois supre todas as necessidades nutricionais até os seis meses de idade, sem a necessidade de outros alimentos. “O aleitamento materno protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias, além de evitar o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta”, exemplifica.

O leite materno é um alimento completo, pois tem a composição nutricional balanceada para otimizar o crescimento e o desenvolvimento saudável da criança. “Sua composição fornece a água necessária para manter o bebê hidratado e se encontra na temperatura certa para ser ingerido. Ela também favorece o desenvolvimento dos ossos e fortalece os músculos da face, facilitando a evolução da fala, regulando a respiração e prevenindo problemas na dentição”, adiciona.

Além disso, o aleitamento materno é um forte indutor da criação do vínculo afetivo entre mãe e filho. “Há também estudos que sugerem que as crianças amamentadas ao seio são mais tranquilas do que as que recebem fórmulas lácteas”, conclui Netto.

Alimento que salva vidas
Dados da ONU reforçam a importância do aleitamento. Se todos os bebês fossem amamentados nos seus dois primeiros anos, seria possível salvar a vida de mais de 820 mil crianças com menos de cinco anos no mundo, todos os anos. Segundo o Ministério da Saúde, a amamentação é a forma mais eficiente na redução das taxas de mortalidade de crianças desta faixa etária: 13%. O órgão ainda recomenda a amamentação até os dois anos de idade ou mais e, de forma exclusiva, nos seis primeiros meses de vida, mesmo nas mães com casos confirmados de Covid-19.

A enfermeira Izabela Fernandes Bertolotto reitera a força do leite materno como o alimento mais completo para os bebês, pois hidrata, nutre e protege desde a primeira hora de vida. “Amamentar auxilia a mãe na contração uterina, na prevenção de hemorragia, reduz o risco de câncer de mama e ovários, além de diversos outros. Para o bebê, a amamentação contribui em seu desenvolvimento neurológico, facial e emocional, além de proporcionar proteção contra infecções, pois o leite materno possui imunoglobulinas que são ingeridas pelo bebê no momento da amamentação”.

Agosto Dourado
O “Agosto Dourado” é o mês de incentivo à amamentação e dados do Ministério da Saúde apontam a importância desse estímulo. Os índices nacionais do aleitamento materno exclusivo entre crianças menores de seis meses aumentaram de 2,9%, em 1986, para 45,7% em 2020. Já o aleitamento para crianças menores de quatro anos passou de 4,7% para 60% no mesmo período.

Covid e vacinação
A Sociedade Brasileira de Pediatra recomenda que, durante a amamentação, a mãe confirmada/suspeita ou com contatos domiciliares que apresentem quadro gripal deve implementar medidas de higiene adequadas, incluindo a higienização das mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos e o uso de uma máscara para reduzir a possibilidade de espalhar gotículas que possam contaminar o bebê ou a criança.

Além disso, lactantes vacinadas contra a Covid-19 não precisam interromper o aleitamento materno por conta do imunizante, uma vez que não há evidências de riscos para a saúde do bebê, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A doação de leite materno também é permitida.

Sobre o Vera Cruz Hospital
Em 77 anos de existência, o Hospital Vera Cruz é reconhecido pela qualidade de seus serviços, capacidade tecnológica, equipe de médicos renomados e por oferecer um atendimento humano que valoriza a vida em primeiro lugar. O Vera Cruz dispõe de 154 leitos distribuídos em diferentes unidades de internação, em acomodação individual (apartamento) ou coletiva (dois leitos), UTIs e maternidade. A Instituição conta também com setores de Quimioterapia, Hemodinâmica, Câmara Hiperbárica Monoplace, Radiologia (incluindo tomografia, ressonância magnética, densitometria óssea, ultrassonografia e raio-x), e laboratório com o selo de qualidade Fleury Medicina e Saúde. Em outubro de 2017, a Hospital Care tornou-se parceira do Vera Cruz. Em quase quatro anos, a aliança registra importantes avanços na prestação de serviços gerados por investimentos em inovação e tecnologia. Em médio prazo, o grupo prevê expansão no atendimento com a criação de dois novos prédios erguidos na frente e ao lado do hospital principal, totalizando 17 mil m² de áreas construídas a mais. Há 34 anos, o Vera Cruz inaugurou e mantém a Fundação Roberto Rocha Brito, referência em treinamentos e cursos de saúde na Região Metropolitana de Campinas, tanto para profissionais do setor, quanto para leigos, e é uma unidade credenciada da American Heart Association.