Aves domésticas – Quais os pássaros para se ter em casa e dicas de cuidado

Aves domésticas – Quais os pássaros para se ter em casa e dicas de cuidado

Quando falamos de animais domésticos automaticamente boa parte das pessoas pensam em cachorros e gatos, porém, caso você não se encaixe nesse padrão e tenha o desejo de possuir um pássaro doméstico, saiba que é sim possível! Entretanto, as aves são animais muito diferentes dos cães e gatos, possuem personalidades e necessitam de cuidados mais especiais, sendo importante que antes de você adquirir sua ave tenha um conhecimento sobre a espécie em especifico que irá se tornar sua companhia e como cuidar da mesma. Confira neste artigo um pouco mais sobre quais os pássaros são permitidos para você ter em sua residência e dicas de cuidado para com o mesmo.

Quais são as aves domésticas?

Antes de tudo, é necessário ter o conhecimento de que apenas algumas aves são liberadas pelo Ibama, sendo de extrema importância possuir o conhecimento se a espécie de ave que você deseja possui o aval para criação doméstica e você não está contribuindo para um comércio ilegal.

Algumas aves como araras, papagaios e cacatuas muito populares quando o assunto são pássaros domésticos ainda necessitam de uma documentação especifica emitida por órgãos responsáveis afim de possibilitar um rastreio dos mesmos. Por outro ponto existem outras espécies de pássaros que estão numa lista chamada “lista pet”, e estes não necessitam de uma documentação como os anteriores, nessa lista são listados pássaros como: calopsita, canário belga e periquito por exemplo.

Sem mais delongas confira uma lista com as aves domésticas mais comuns e suas principais características:

Araras

Como mencionado, a arara é uma espécie silvestre que pode ser criada em casa por meio de um registro; é importante ressaltar que apenas a arara vermelha e arara canindé são autorizadas. A arara é um animal de grande porte, sendo importante que você possua um viveiro para a criação da mesma visando um bem estar do animal; a arara é dócil, ao crescer com seres humanos demonstram confiança e carinho para com os mesmos, não gostam de viver sozinhas, vivem aproximadamente 50 anos e necessitam de bastante água.

Papagaios

Um dos queridinhos dos criadores de aves domésticas, os papagaios também necessitam de registro. Os papagaios são característicos por sua inteligência e personalidade divertida, como são aves altamente sociáveis é importante que sua gaiola seja estrategicamente posicionada em um local com um maior fluxo de pessoas, uma vez em que isso irá facilitar uma melhor interação com o animal e não o deixará estressado pela solidão.

Cacatua

A cacatua assim como o papagaio é um pássaro muito extrovertido, divertido e que busca interação o tempo inteiro, caso você esteja procurando por um animal mais calmo e tranquilo a cacatua e o papagaio não serão uma opção. A cacatua é uma ótima companhia, está sempre em busca de carinho e atenção e uma de suas características mais impressionante é que a mesma pode ser adestrada e aprender a abrir portas e segurar objetos, a cacatua pode viver solta dentro de sua residência e alcançar até os 60 anos de idade, sendo importante que caso tenha interesse por este animal adeque sua residência pensando no bem estar e também segurança do pet.

Calopsita

Uma espécie de irmã mais nova da cacatua a calopsita possui características parecidas, tanto na aparência com sua crista no topo da cabeça ou na personalidade como animais dóceis e que buscam por atenção boa parte do tempo. A calopsita é um pet dócil e amigável, quando adestradas podem aprender algumas frases e também assobiar, pode viver livre pela casa, porém, em alguns casos será necessário que as asas sejam cortadas para evitar fugas, tal procedimento deve ser feito apenas por um veterinário com autorização! A calopsita é um animal muito afetuoso e não gosta de passar tempo sozinho, uma dica na hora da compra é adquirir um casal para que possam estar em companhia nos tempos em que a casa estiver vazia.

Periquito

O periquito é o queridinho quando o assunto é uma ave doméstica de fácil convivência com crianças, o periquito possui uma personalidade mais agitada e divertida, gosta de atenção e socializar, está o tempo inteiro pulando pelos cantos da casa e também de um bom carinho. Apesar de poder viver solto pela residência é importante que ele tenha uma gaiola tendo assim um espaço mais tranquilo na hora de dormir; assim como a calopsita o periquito não gosta de estar sozinho, sendo ideal adquirir um casal.

Qual é o pássaro mais fácil de criar?

Se você está em duvida sobre qual o pássaro será o mais fácil de criar ou qual espécie melhor irá se adaptar em sua casa então deverá analisar bem o seu ambiente e também o tempo que você possui para dedicar ao animal.

Por mais que pássaros seja animais considerados “pequenos” eles ainda necessitam de espaço, seja um bom viveiro ou uma gaiola grande e bem cuidada, o primeiro ponto é analisar quanto espaço você terá disponível para o animal.

Por segundo, veja quais são as características da espécie em questão que irá adquirir, lembre-se que alguns pássaros como cacatuas, periquitos e calopsitas necessitam de atenção humana e gostam da socialização, então, se você mora sozinho e passa boa parte do tempo fora de casa tais espécies podem não ser uma boa ideia.

Pássaros são animais que podem chegar até os 60 anos de vida, ou seja, você deverá dedicar tempo, atenção e cuidado nos mais diversos campos durante a vida de seu pet, sendo importante que você seja responsável e realmente esteja pronto para a companhia de uma ave durante toda ou boa parte de sua vida.

Cuidados com aves domésticas

Gaiola

A gaiola de seu pássaro deverá ser a maior que você conseguir comprar, por ser o “lar” de seu pet a gaiola também é uma questão de qualidade de vida para o animal, sendo importante que a mesma tenha espaço suficiente para que o animal possa andar, pular, abrir as asas, etc.

Telas de proteção

Para aves que podem ficar mais livres e soltas dentro de casa adquirir telas de proteção para janelas e varandas é de extrema importância, tanto para a segurança tanto para não correr o risco de perder o animal.

Local da gaiola

É indicado que a gaiola seja posicionada de forma estratégica na residência, de preferência a locais: sem mudanças drásticas de temperatura, longe de barulhos muito altos, longe de odores fortes e próximo da família onde o pássaro possa socializar.

Brinquedos

Diferentes espécies gostam de interagir com diferentes tipos de brinquedos, verifique os mais recomendados para o seu pássaro em questão; pássaros gostam de itens que os mantenham entretidos e estimulados, escadas, cordas, e pequenas bolas são ótimas opções.

Além dessas dicas mais gerais é claro que cada ave possui características em cuidados específicos que devem ser adequados conforme seus gostos, diferentes tipos de alimentação, diferentes necessidades a água, entre outros. Por isso a pesquisa antes de adquirir uma ave doméstica é de extrema importância.