Partes mais importantes da manutenção de motocicletas

Partes mais importantes da manutenção de motocicletas

Ter a sua moto em perfeitas condições é muito importante para prolongar a sua vida útil e, porque não, para improvisar uma viagem com os seus amigos.

Muitas vezes nossa moto precisa de pequenos reparos mecânicos que todo bom motociclista deve saber fazer. Dessa forma, teremos mais chances de gerenciar com sucesso quaisquer contratempos em uma jornada e, por que não dizer, sempre economizaremos nosso dinheiro por não precisarmos ir à mecânica com tanta frequência.

Muitos têm optado por aluguel moto para trabalho, já que por vezes a manutenção recorrente da motocicleta, somado aos custos com IPVA, seguro, riscos de acidentes, etc, tende a serem maiores que o preço do aluguel. Também não há o problema de ficar sem trabalho enquanto a moto está na oficina.

Mas se você tem sua moto, vamos ver como garantir que a manutenção que voce faça seja a melhor possível.

USE FERRAMENTAS ADEQUADAS E DE QUALIDADE

A primeira coisa que recomendamos é que você use ferramentas adequadas para cada reparo. Além disso, que sejam de boa qualidade. Não vai resolver o nosso problema, mas vai facilitar o trabalho e também vai ajudar muito a evitar os temidos fios desfiados, o maior pesadelo de qualquer “faz-tudo”.

Dito isso, para muitos desses reparos ou “soluções rápidas”, precisaremos usar o cavalete central de nossa motocicleta. Se a nossa bicicleta não tiver este tipo de suporte, recomendamos que compre um traseiro. Existem vários relativamente econômicos.

E acredite em mim; a longo prazo você vai apreciar isso. Assim teremos mais autonomia e não precisaremos de ninguém para nos ajudar quando queremos lubrificar a corrente da moto, por exemplo.

Por outro lado, também recomendamos que, se em algum momento você não se sentir capaz de consertar sua moto ou tiver dúvidas, o melhor, obviamente, é levá-la ao nosso estimado amigo, o mecânico. Melhor isso do que “enganar”

APERTE, LIMPE E LUBRIFIQUE A CORRENTE DA SUA MOTOCICLETA

A primeira dica é ter a corrente bem lubrificada. E não apenas isso: deve estar devidamente apertado e limpo. Uma vez que é, então vamos lubrificá-lo. No canal temos um vídeo onde explicamos esse passo a passo. Se você usa sua motocicleta diariamente, recomendamos lubrificá-la a cada duas semanas.

Faça isso na parte inferior da corrente, na parte interna tomando cuidado para não respingar óleo no pneu traseiro para evitar que, posteriormente, na rua, caiamos. Se o seu pneu estiver manchado de óleo, é como pisar em vidro e pode ser muito perigoso. Apertar a corrente requer um pouco mais de habilidade. 

TROCA DE ÓLEO

O segundo trabalho mecânico que todo bom motociclista deve saber fazer é a troca de óleo da sua moto. Pode ser um pouco difícil, mas saber como fazê-lo corretamente pode nos poupar uma visita ao mecânico.

A primeira coisa que você deve fazer é verificar regularmente o nível do óleo. Para sua motocicleta, o óleo é como o sangue é para você. Um nível baixo de óleo é prejudicial para o motor. Mas, ao abastecer, nunca ultrapasse o máximo! É tão prejudicial.

Para trocar o óleo, faremos isso em alguns passos simples, prestando atenção especial na troca do filtro de óleo a cada duas trocas de óleo e na reciclagem correta do óleo. Você deve levá-lo a um centro de reciclagem depois de concluir o processo.

Também é aconselhável não girar muito o parafuso do reservatório quando a operação estiver concluída. O cárter é feito de alumínio e devemos ter cuidado com ele. E, por fim, tenha sempre em mãos a caderneta de manutenção do fabricante para saber qual tipo de óleo e quanto sua moto precisa. É uma folha de dicas muito útil.

TROCA DE LÂMPADAS

A quarta dica mecânica é a de trocar as lâmpadas da sua moto. Se você é um novato, talvez tenha dúvidas sobre isso. Novamente, consulte o manual de manutenção se houver alguma dúvida sobre o tipo de lâmpada que nossa motocicleta usa.

Geralmente, soltando alguns parafusos, podemos chegar ao farol e trocar a lâmpada. Aqui é importante não tocar diretamente no vidro da nova lâmpada para evitar que ela exploda antes de instalar, pois o óleo de um dedo cria um ponto quente.

TROQUE A BATERIA

Se a bateria às vezes falhar, pode ser que ela tenha um mau contato com um dos terminais, talvez porque esteja solto ou sujo. Para resolver basta seguir estas indicações : com o motor desligado e com a ajuda de uma chave de fendas ou chave correspondente, verifique se estão bem ligados e, se não estiverem, aperte-os.

Se detectarmos sujeira ou os terminais estiverem sulfatados, desconecte primeiro o pólo negativo e depois o positivo.

Limpe-os com bicarbonato de sódio dissolvido em água e raspe os terminais com uma escova de cerdas metálicas, este passo só é necessário se os pólos forem sulfatados, caso contrário basta uma simples limpeza.

Depois, limpe com um pano. É aconselhável aplicar uma camada de vaselina e depois ligá-las novamente: primeiro o pólo positivo e depois o pólo negativo. Mesmo assim, pode ser que a bateria esteja gasta e você tenha que trocá-la.

Neste caso, consulte novamente o livro de manutenção para o tipo de bateria compatível com sua motocicleta. Uma vez que você deseja alterá-lo, você deve desconectar novamente o pólo negativo e depois o positivo, removê-lo e colocar o novo. Fácil.

TROCANDO AS ALAVANCAS DA SUA MOTOCICLETA

E por último, todos os motociclistas devem poder trocar as alavancas da moto. Ainda que devido a uma queda e que tenham partido ou simplesmente não goste dos que instalou na moto e queremos trocá-los.

Para removê-los usaremos uma chave 10 (pode variar de acordo com o modelo da motocicleta) e uma chave de fenda larga o suficiente para o trabalho. Remova o parafuso, solte o regulador de tensão e remova o cabo, para montá-los, faça a ação inversa.

Um conselho, ao recolocar o parafuso, recomendamos não apertá-lo demais para que a alavanca não fique muito rígida. Se você tiver alguma dúvida sobre o torque, consulte o livro de manutenção.